Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Notícias Policiais

Editoria sobre Policial ir para editoria →

Violência

Polícia prende trio suspeito de roubar 17 armas e R$ 1 milhão em relógios de luxo em São Paulo

Antes de anunciarem o assalto, os criminosos, segundo relatado pelas vítimas à polícia, afirmaram serem policiais civis.

Ao todo, segundo a polícia, foram roubadas na casa da zona oeste 300 munições de diversos calibres, três espingardas, a mesma quantidade de fuzis, nove pistolas e dois revólveres, além dos 225 relógios. (Foto: Reprodução)

Por

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — A polícia prendeu nesta quinta-feira (15) três suspeitos de roubar 17 armas e 225 relógios de luxo — como Rolex, Omega, Festina e Bulova — avaliados em cerca de R$ 1 milhão. O assalto ocorreu na véspera na região da lapa, na zona oeste da capital paulista. A prisão ocorreu em um posto de combustíveis no Limão (zona norte). Um quarto homem ainda é procurado pela polícia. A defesa do trio detido não havia sido localizada até a publicação desta reportagem.

Antes de anunciarem o assalto, os criminosos, segundo relatado pelas vítimas à polícia, afirmaram serem policiais civis, pedindo para entrar na casa de um empresário de 68 anos, para uma falsa averiguação.

Uma câmera de monitoramento registrou a chegada do trio, em um Palio Weekend branco, por volta das 8h20. Logo em seguida, eles abordaram a empregada da residência, que chega à pé ao imóvel, segundo as imagens. Foi neste momento, segundo a mulher, que o trio afirmou ser da Polícia Civil, inclusive usando distintivos e camisetas da instituição.

Já dentro da casa, eles renderam a empregada, o empresário e a mulher dele. Os três forma amarrados e ficaram sob a supervisão de um dos bandidos, enquanto os outros pegavam as armas, relógios e demais objetos.

Durante o roubo, que durou cerca de 50 minutos, uma quarta pessoa estacionou um Fiat Fiorino na garagem do imóvel. O furgão foi carregado com os produtos roubados e o bando fugiu em seguida.

Com base nas imagens, investigadores do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) localizaram o Palio usado no roubo estacionado em um posto de combustíveis na avenida Professor Celestino Bourroul, na zona norte de São Paulo.

Três pessoas que caminhavam em direção ao carro foram abordadas por policiais da 2ª Delegacia do Patrimônio. O trio tentou resistir, mas acabou preso em seguida, segundo a polícia. "Todos [suspeitos] carregavam nos bolsos distintivos de investigador e máscara de proteção com o símbolo da Polícia Civil", diz trecho de nota do Deic.

No Palio, ainda de acordo com a polícia, foram apreendidos uma pistola e um revólver, ambos com a numeração raspada.

Além disso, na casa de um dos suspeitos, cujo endereço não foi divulgado, policiais afirmam ter encontrado sete relógios, dinheiro e uma viatura descaracterizada da Polícia Civil falsa.

O trio foi autuado por posse ilegal de arma de fogo, associação criminosa e usurpação de função pública. A prisão preventiva dos três, pelo suposto envolvimento no roubo das armas e dos relógios, também foi solicitada à Justiça.

Ao todo, segundo a polícia, foram roubadas na casa da zona oeste 300 munições de diversos calibres, três espingardas, a mesma quantidade de fuzis, nove pistolas e dois revólveres, além dos 225 relógios. Também foram levadas quatro espadas, um televisor e documentos das vítimas.

Com a prisão dos três suspeitos, a polícia agora tenta localizar o restante dos itens levados.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Delegada negra é barrada em loja em Fortaleza, e polícia investiga suspeita de racismo

Mulher é assassinada a golpes de faca na cozinha de casa no interior da Paraíba

Homem é assassinado a tiros na frente da filha de 10 anos na Grande João Pessoa

Casal é preso suspeito de invadir agência do INSS e roubar peça de ar condicionado em João Pessoa