Arremessados

Rebelião em Presídio de Santa Rita começou após apreensão de celulares, chips, perfume e outros objetos

O Secretário Sérgio Fonseca informou que a revolta dos reeducandos começou quando eles perceberam que todo o material ilícito havia sido recuperado pelos policiais penais do plantão.

Rebelião em Presídio de Santa Rita começou após apreensão de celulares, chips, perfume e outros objetos

Foram recolhidos 1,5 kg de maconha, 20 chips telefônicos, 14 celulares, seis carregadores de celular, oito fones de ouvido, uma corrente de pescoço, 16 cartelas de comprimidos Artane, duas serras, uma bucha, um estilingue, 2kg de Durepox, e um perfume. — Foto:Divulgação/Ascom Seap

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária da Paraíba (SEAP-PB) informou, em nota, que o princípio de motim de detentos na Penitenciária Padrão de Santa Rita, na região metropolitana de João Pessoa, aconteceu após apreensão de celulares e outros objetos ilícitos, e não por causa da suspensão de visitas em prevenção à Covid-19. O tumulto foi registrado na manhã desta quinta-feira (14). A apreensão ocorreu durante a madrugada.

Foram recolhidos 1,5 kg de maconha, 20 chips telefônicos, 14 celulares, seis carregadores de celular, oito fones de ouvido, uma corrente de pescoço, 16 cartelas de comprimidos Artane, duas serras, uma bucha, um estilingue, 2kg de Durepox, e até um perfume.

O Secretário Sérgio Fonseca informou que a revolta dos reeducandos começou quando eles perceberam que todo o material ilícito havia sido recuperado pelos policiais penais do plantão. “Nosso efetivo vem trabalhando diariamente para manter a ordem e segurança dentro das unidades penais e durante a madrugada de hoje arremessaram mais de 20 chips, 14 celulares, drogas e até mesmo perfume. Não podemos admitir que devido à pandemia do novo coronavírus, se aproveitem dessa situação para burlarem o sistema prisional da Paraíba. Nossa equipe agiu de forma exitosa e conseguiu barrar que os objetos chegassem aos presos. E isso causou revolta entre os reeducandos que estavam à espera desse material”, explicou.

LEIA MAIS: Princípio de rebelião é registrado em Penitenciária de Santa Rita após apreensão de material jogado pelos muros

A Seap declarou que “esse contratempo na Penitenciária nada tem a ver com a disseminação da Covid-19 e falta de alimentação. Pelo contrário, nesse período as refeições foram reforçadas, sobretudo porque não há qualquer caso de reeducandos infectados com o vírus nessa unidade de Santa Rita. Todas as medidas de proteção e contingenciamento para combater a propagação do novo coronavírus estão sendo realizadas em todas as penitenciárias da Paraíba. Inclusive, um padre, representante da pastoral, adentrou ao pavimento para comprovar que tudo está dentro da normalidade.”

LEIA MAIS: Mais de 50 policiais penais e 18 presos são diagnosticados com covid-19 na Paraíba

“Portanto, a SEAP ratifica que o Grupo Penitenciário de Operações Especiais (GPoe) já se encontra no local para conter os ânimos dos reeducandos, assim como também foi acionado o Corpo de Bombeiros para conter as chamas ocasionadas no local”, completou a Secretaria de Administração Penitenciária.

A Secretaria de Segurança Pública enviou equipe do Batalhão de Choque e o helicoptéro Acuã ao local.

COMPARTILHE

Bombando em Notícias Policiais

1

Notícias Policiais

Homem é morto a tiros em comunidade de Cabedelo

2

Notícias Policiais

Polícia apreende bananas de dinamite e metralhadora em Condado

3

Notícias Policiais

Polícia identifica mulher suspeita de furtar dinheiro da caixa de ofertas de igreja em Monteiro

4

Notícias Policiais

Corpo encontrado em mangue é de jovem que se afogou em Cabedelo, confirma Bombeiros

5

Notícias Policiais

Polícia Civil prende investigados por latrocínio no município de Matinhas