UFC

Após finalizar Marreta, Glover pede chance por título: "Vou ser campeão desta p***"

Aos 41 anos, brasileiro pede para fãs não duvidarem de sua capacidade por conta da idade e diz merece ser o próximo desafiante dos meio-pesados.

Por

Aos 41 anos, Glover Teixeira parece interminável. O lutador fez a luta principal do UFC: Marreta x Teixeira no último sábado e finalizou Thiago Marreta no terceiro round para garantir sua quinta vitória seguida, desta vez contra o número 1 da divisão dos meio-pesados (até 93kg). O feito fez o brasileiro pedir pela oportunidade de disputar o cinturão que pertence a Jan Blachowivz, apesar de Dana White, presidente da companhia, ter declarado que Israel Adesanya, campeão dos médios (até 84kg) será o próximo adversário do polonês.

- Eu, primeiramente, tenho cinco vitórias contra oponentes de alto nível, números 1 e 2 do ranking, caras que o Jon Jones não conseguiu finalizar, e eu consegui acabar com eles. Acho que mereço o cinturão, mas isso não está no meu controle. Vamos esperar e ver o que vai acontecer. Muito obrigado pela torcida e continuem torcendo por mim. Parem de não achar que vou ganhar. Parem de falar da minha idade porque o coração é de leão, eu vou cair pra dentro e ser o campeão desta p*** - afirmou Teixeira, em entrevista ao Combate após a luta.

O lutador ainda disse que muitos fãs ficaram descrentes de sua capacidade para a luta contra Marreta por conta de sua idade e que isso o chateou.

- O pessoal tira o mérito da gente. A gente está treinando tanto, buscando a melhora, estou treinando com os melhores do mundo, trouxe o (Alex) Poatan, uma coisa que muita gente não faz nessa idade. Trazer um cara como ele, que é muito sinistro, faz o camp da gente ser um desespero todos os dias. Quero ser campeão, por isso estou com ele lá. A galera não vê o trabalho da gente, às vezes fica falando que o cara vai perder por causa da idade. Fico um pouco chateado sim, mas ao mesmo tempo isso não me abala. Tenho que só olhar meu lado, cair pra dentro, treinar e tentar fazer meu melhor. Pra tomar aqueles golpes, o pessoal não vê que a gente tem que estar numa condição física muito grande. Para receber aqueles golpes, apanhar por baixo, como o Marreta fez no ground and pound, tem que estar no condicionamento físico muito forte pra reverter a situação. Isso que tenho treinado e a idade não está me falando nada.

Depois de quase finalizar Marreta no fim do segundo round, Glover sofreu um knockdown no início do terceiro e chegou perto de ser nocauteado, mas conseguiu reverter a situação e usar seu jiu-jítsu para sair com a vitória.

- Tomei alguns golpes no primeiro round, mas, como disse, com o Thiago Marreta toda mãozada é uma marretada mesmo, bate forte, mas estava vendo tudo. Não foi uma coisa que eu saí da luta. Estava vendo tudo, saindo dos golpes e tentando sobreviver e fazendo meu jogo, que é o jogo de chão. No terceiro (round) foi um erro que fiz. Bati, fui saindo pra trás, eu não vi a distância dele. Ele jogou um cruzado abertão e me pegou saindo, aí eu caí. Ele entrou no "ground and pound", mas ali eu sabia que ia dar a volta por cima. Quando passei a raspagem, vi que ele estava super cansado, estava morto.

O brasileiro espera que sua performance seja o suficiente para convencer Dana White de que ele merece ser o próximo pelo título no lugar de Adesanya. Glover ainda citou o fato de estar treinando com Alex Poatan, que há alguns anos nocauteou o nigeriano no Glory, evento de kickboxing, para espetar o campeão dos médios.

- Acho que não está no me controle, mas tenho feito meu trabalho, são cinco lutas, bastante finalizações, performances maneiras. Para o Adesanya, estou treinando um carinha para acertar com ele. Um cara para fazer um acerto com Adesanya. Não é meu controle, só acredito que eu mereço a chance pelo cinturão. Os recordes estão aí pra todo mundo ver.

Fã de Mike Tyson, Glover também fez um apelo para Dana White o levar para assistir ao confronto contra Roy Jones Jr., marcado para o dia 28 de novembro e que terá transmissão do Combate.

- Dana, me leva na luta do Mike Tyson. Meu sonho é ver a luta dele. Se eu conseguir, será um sonho.


Fonte: Combate.com

Comentários (0)

Comentar

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal ClickPB não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.

Destaques

ver blog →

Curtis Blaydes menospreza Derrick Lewis: "Ele é previsível, só tem um golpe"

Deiveson Figueiredo revela mágoa com Brandon Moreno: "Não vejo nível nele. Vou nocautear"

Maurício Shogun prega respeito a Paul Craig, e garante: “Nunca estive tão bem no UFC”

Glorinha de Paula vence e assina com o UFC, contender series termina com 37 contratados