UFC

Cerrone descarta aposentadoria após derrota: "Não poderia deixar meu legado terminar assim"

Americano completou sua quinta derrota em seis lutas no Ultimate após nocaute sofrido no último sábado, mas diz que não pensa em se aposentar.

Por

Donald Cerrone vive a pior fase de sua longa carreira. Recordista de lutas no UFC ao lado de Jim Miller, com 37 combates, o "Cowboy" foi nocauteado por Alex Morono no último sábado. Em suas últimas seis lutas, o americano agora soma cinco derrotas e um No Contest (sem resultado).

Depois do evento, Cerrone falou à "ESPN" americana sobre como viu sua atuação no confronto contra Morono.

- É só mais um dia difícil no escritório. Este jogo pode ser mudado, basta uma grande oportunidade. Ele me acertou com uma boa, me jogou para trás. Depois me acertou mais uma. O garoto veio faminto, pronto, sem desculpas para meu final. Eu estava pronto.

Sem vencer em seus últimos seis combates, o "Cowboy" lamentou a sequência negativa e busca respostas para voltar ao caminho das vitórias.

- Me sinto com o coração partido, com certeza. Não sei o que responder desta vez. É uma droga. Eu queria voltar aos 70kg, esses garotos de 77kg batem muito duro, são caras grandes, mas como eu disse, não tenho desculpas. Aquele garoto veio e ele estava preparado. É difícil quebrar uma sequência, não é? Eu preciso quebrar essa maldita sequência porque é brutal. Eu gostaria de ter as respostas, mas não tenho.

Apesar do resultado ruim, Cerrone descarta encerrar a carreira após o nocaute sofrido no último sábado.

- Definitivamente, não. Sem chances. Eu não vou parar dessa maneira. Eu vou, com 100% eu vou saber (quando será a última luta), e eu vou voltar, entrar e espero detonar. Não há nenhuma chance de eu terminar assim. Não poderia deixar meu legado terminar assim. Mas vou ligar para o chefe e dizer "Ei, cara, eu sei que tem sido alguns anos difíceis, mas quando chegar a hora, vou sair direito".


Fonte: Combate.com

Comentários (0)

Comentar

Destaques

ver blog →

Amanda Nunes testa positivo para Covid-19 e luta com Julianna Peña é cancelada

Patrício Pitbull não vê luta com McKee como maior da história do Bellator e quer ter três cinturões

TJ Dillashaw manda recado a Sterling e a Petr Yan: "Quero meu cinturão de volta"

Miesha Tate aparece em oitavo no ranking do UFC após vitória contra Reneau