UFC

Chimaev diz ter errado por se empolgar demais para nocautear Durinho

Checheno garante que vai corrigir os erros para a próxima luta, promete "amassar" próximo oponente e provoca Colby Covington.

Por

No desafio mais difícil de sua carreira, Khamzat Chimaev provou que é de verdade. Diante de Gilbert Durinho, no card principal do UFC 273, ele chegou a sofrer dois knockdowns, mas foi superior no primeiro e no terceiro rounds para vencer por decisão unânime (triplo 29-28). Na coletiva de imprensa em Jacksonville (EUA), neste sábado, o checheno reconheceu os erros após se ver em apuros no octógono pela primeira vez desde que foi contratado pelo Ultimate e prometeu corrigir os erros no próximo compromisso.

- Fiquei muito empolgado para nocauteá-lo. Estava dizendo pra todo mundo pela semana toda que eu ia nocautear no primeiro round. Tentei nocautear. Este foi um erro meu no início. O cara era duro, eu não aceitei isso. Do primeiro segundo ao último eu tentei acabar com a luta. Da próxima vez, vou trabalhar para ser um pouco mais espero. Vou amassar alguém. Não foi uma coisa que me surpreendeu, mas foi errado para mim. Me treinador me disse o tempo todo para ser mais técnico. Da próxima vez vou trabalhar para isso. Meu treinador disse para começar mais devagar, trabalhar os jabs e defender. Fui com tudo pra cima e derrubei ele e isso me deixou mais empolgado. Eu precisava deixar ele se levantar e derrubá-lo de novo. Eu disse para todos os caras do UFC, eles acham que eu não respeito os caras. Este é o jogo. Tentei jogar com a mente dele e deixar ele cometer alguns erros. Amo esta m***. Tento aprender com todos e respeito todos os meus oponentes. Todos fazem isso por suas famílias - afirmou Chimaev.

O peso-meio-médio (até 77kg) também contou que ter conhecido os filhos de Durinho tornou mais difícil enfrentá-lo no octógono.

- Na verdade, foi um pouco difícil lutar com ele porque eu vi os filhos dele, eles vieram para mim falando: "Você lutou com meu pai". E eu disse: "M***, eu não preciso disso". Não quero lutar com pais. Preciso de um matador como eu, que vai matar alguém e não liga sobre esta m***. Eu fui até ele e disse que respeito ele. Lamento pelos socos e fazemos isso por nossas famílias e para nos divertirmos também.

Após vencer o segundo colocado do ranking da divisão até 77kg, Chimaev provocou o primeiro colocado, Colby Covington, que se envolveu em polêmica recentemente após ser agredido por Jorge Masvidal e denunciar para a polícia.

- Se este cara não chamar a polícia e se Dana White não for para a prisão, eu ficarei feliz por vir lutar e amassar a cara dele. É claro (que vou nocautear). Eu lutarei com qualquer um. Eles disseram que (Durinho) era o número 2 e Khamzat era o número 11, e a luta não foi nada boa para Gilbert. Quem liga para esta m***? Nós todos queremos nos enfrentar e fazer dinheiro. Lutamos por nossas famílias. Não ligo com quem luto. Eu pego meu dinheiro, pego meus US$ 50 mil, nocauteio alguém e estou feliz.



Fonte: Combate.com

Comentários (0)

Comentar

Destaques

ver blog →

Thiago Moisés explica emoção após vitória: "Vinha de duas derrotas"

Após inatividade, Natália Silva mostra alívio com estreia no UFC: "Achei que poderia nem voltar"

Com recorde de bilheteria, presidente do UFC abre o bolso e premia todos os lutadores que nocautearam

Karine Silva e Lucas Almeida faturam bônus de mais de R$ 238 mil logo na estreia no UFC