MMA

Chimaev, estrela em ascensão no UFC, ganha carro importado de Kadyrov, ditador da Chechênia

Lutador, nascido na região do Cáucaso na Rússia, hoje é radicado na Suécia, mas mantém relações estreitas com o ditador que comanda a região autodeclarada independente.

Por

Estrela em ascensão no UFC, o lutador checheno Khamzat Chimaev, radicado na Suécia, ganhou neste início de ano um carro importado do ditador Ramzan Kadyrov, líder da República da Chechênia, que fica na região do Cáucaso e se declara independente da Rússia. Kadyrov já fez o mesmo com o campeão peso-leve Khabib Nurmagomedov, em 2018, e é conhecido por usar o MMA como forma de difundir seus ideais.

Num vídeo publicado pelo próprio Kadyrov, os dois aparecem juntos num jantar dedicado a Chimaev, que se senta ao lado do ditador. Num dos momentos filmados, o lutador meio-médio do Ultimate dança e, mais tarde, recebe um carro zero quilômetro. Curiosamente, o carro é bem semelhante ao dado a Khabib dois anos antes. Os dois possuem o mesmo empresário, o egípcio Ali Abdel Aziz.

No mesmo encontro estava também o lutador Mairbek Taisumov, dispensado do UFC em março de 2020. O russo, com sete vitórias e apenas duas derrotas no UFC, acabou desligado em meio a problemas recorrentes para obter o visto americano.

Chimaev, de 26 anos, estourou em 2020 ao fazer três lutas num curto espaço de tempo e vencer todas elas, sempre de forma rápida. Em 15 de julho, finalizou John Phillips no segundo round. Dez dias depois, nocauteou Rhys McKee no primeiro round. E em 19 de setembro nocauteou Gerald Meerschaert em 17 segundos. O cartel de Chimaev tem nove vitórias em nove lutas, e ele já ocupa o 15° lugar no ranking da divisão até 77kg.

O lutador, que já participou de uma série de eventos ao lado de Kadyrov, lutaria no UFC do próximo dia 20, liderando um card ao lado de Leon Edwards, mas um teste positivo para a Covid-19 suspendeu a luta. Por enquanto, ainda não há notícia da remarcação. Ela, inclusive, aconteceria em 19 de dezembro, mas desta vez foi o inglês quem testou positivo para o novo coronavírus.

A lista de lutadores que já posaram e foram de encontro a Kadyrov é extensa. Alexander Gustafsson, Ilir Latifi e Makwan Amirkhani, trio que como Chimaev vive na Suécia, já visitaram a capital chechena Grozny a pedido de Kadyrov. O ditador já posou com Frank Mir, Chris Weidman, Frankie Edgar, Fabricio Werdum, Khabib Nurmagomedov, Renzo Gracie, Badr Hari, Floyd Mayweather e Mike Tyson.

Fonte: Combate.com

Comentários (0)

Comentar

Destaques

ver blog →

Khabib acredita que melhor fase de McGregor já passou: "Um homem não pode ter dois auges"

Ultimate encaminha luta entre Viviane Araújo e Katlyn Chookagian para o mês de maio

O cage vai tremer: homem mais forte do mundo volta ao MMA contra o rei das arenas do senegal

Kamaru Usman diz que Durinho acredita em si mesmo, mas sabe que vai perder no UFC 258