Nocaute

Contender: Denise Gomes vence e leva contrato com o UFC

Peso-palha gaúcha de apenas 22 anos bate compatriota Rayanne Amanda e ganha elogios de Dana White. Companheiros de time Erisson Gato e Eduardo Bebezão são finalizados.

Contender: Denise Gomes vence e leva contrato com o UFC

A temporada 2022 do Contender Series garantiu na noite desta última terça-feira mais uma brasileira no UFC. Em Las Vegas, a peso-palha (até 52kg) Denise Gomes fez uma apresentação digna de elogios de Dana White ao vencer a compatriota Rayanne Amanda, numa decisão unânime (triplo 30-27). Ela foi contratada ao final do programa junto com os outros quatro vencedores da noite: Mick Parkin, Darrius Flowers, Jesus Aguilar e Cameron Saaiman.

– Acho que ela está brava, não sei porque está brava, mas ela teve uma grande noite. Tradicionalmente, nem olho para esses atletas de 22 anos, eles são muitos novos ainda, mas primeiro de tudo, ela foi muito bem hoje. Ela teve uma grande oponente também, tem seis vitorias e uma derrota, e ela é duríssima na queda. Adorei vê-la lutar – disse Dana White ao anunciar a contratação de Denise, da equipe PRVT, citando o semblante fechado da lutadora enquanto aguardava o anúncio.

Nesta temporada, após a metade dos dez eventos previstos no Contender Series 2022, além de Denise Gomes, o Esquadrão Brasileiro no UFC já tem os novos reforços Vinícius Salvador, no peso-mosca (até 57kg), e Cláudio Ribeiro, no peso-médio (até 84kg).

No primeiro round, Denise e Rayanne fizeram um duelo bastante equilibrado, mesmo não tão agressivo. Denise trabalhava bem os chutes altos, como um rodado que atingiu o rosto da adversária. No round seguinte, Denise impôs seu ritmo e trabalhou bem os jabs e diretos, tocando bastante o rosto da adversária, enquanto Rayanne, mesmo acuada, mostrava técnica e coração. Dana White se levantou da cadeira para aplaudir no intervalo para o terceiro round. E na última parcial, as duas se mantiveram agressivas e Denise se impôs mais uma vez. Dana White a voltou a aplaudir de pé o duelo após o gongo.

– Ele falou como se eu estivesse furiosa, mas não é fúria, mas é um peso que sai do meu coração. Precisava provar para mim mesma que eu sabia entrar ali. Tem muita coisa que eu não sei fazer, mas isso eu sei fazer. É um alivio – disse Denise após o anúncio da contratação.

Além de Denise e Rayanne, o Brasil esteve representado em outras duas lutas nesta última noite. No peso-mosca (até 56kg), o paraibano Erisson Gato tinha sua segunda chance de ser contratado. Ele havia vencido no ano passado, mas não foi chamado por Dana White. Dessa vez, ele começou melhor a luta contra Jesus Aguilar e levou o primeiro round, mas o mexicano melhorou no round seguinte e, no terceiro, chegou à finalização com 1min56s, após aplicar uma guilhotina.

Erisson Gato, que soma 11 vitórias na carreira, conheceu a segunda derrota no MMA. Já o mexicano Jesus Aguilar tem oito vitórias e apenas uma derrota no cartel.

Na luta principal, Eduardo BBzão tentava redimir a derrota do companheiro de time da equipe Eduardo Machado, de João Pessoa. O peso-pesado (até 120kg) começou melhor que o adversário inglês Mick Parkin, mas acabou finalizado com um mata-leão a 1min57s do primeiro round. Foi a primeira derrota do brasileiro na carreira, que tem ainda cinco vitórias. Parkin se mantém invicto, agora com seis vitórias em seis lutas.

BBzão logo conectou bons cruzados e caiu por cima do rival. Parkin conseguiu se levantar, mas o brasileiro tentou nova queda e o travou enquanto golpeava. BBzão soltou uma cotovelada giratória, mas o adversário conseguiu quedá-lo e ficou nas costas. BBzão foi para a grade e tentou se levantar, mas o inglês mergulhou no double leg e o derrubou. O brasileiro deixou o pescoço exposto enquanto tentava se levantar e rapidamente acabou obrigado a bater em desistência com o mata-leão aplicado.

Fonte: Combate.com

COMPARTILHE

Bombando em Nocaute

1

Nocaute

Chael Sonnen será o adversário de Anderson Silva em luta de boxe no Brasil

2

Nocaute

Bellator: disputa de cinturão entre Mix e Magomedov agita evento em Paris

3

Nocaute

Defesa de Devin Haney pede desclassificação de Ryan Garcia

4

Nocaute

Boxe: locutor anuncia vencedora errada e causa confusão no ringue

5

Nocaute

McGregor pode perder até R$ 110,8 milhões em processo movido por Lobov