UFC

Covington critica boicotes na NBA e MBL: "Executem o trabalho mais difícil. Tornem-se policiais"

Conhecido apoiador do presidente Donald Trump e ex-campeão do UFC, lutador vai na contramão dos protestos nos EUA e dispara: "Abandonem seus empregos multimilionários (...), aceitem um corte de pagamento pesado".

Por

Enquanto parte do mundo luta por igualdade de gênero, igualdade racial e outros direitos humanos, outra parte rema na direção contrária. Após o histórico movimento liderado por jogadores de basquete do Milwaukee Bucks, que promoveram ontem um boicote ao se recusarem a jogar uma partida dos playoffs da NBA por conta da violência policial a mais um negro nos Estados Unidos, o lutador Colby Covington criticou a decisão.

Através do Twitter, o ex-campeão meio-médio interino do UFC se posicionou contra a decisão de jogadores da NBA e da MLB, a liga americana de beisebol. Covington é um conhecido apoiador do presidente e candidato à reeleição Donald Trump.

- Nossa, você adiou seus jogos?! Quer provar que vocês realmente querem mudar? Abandonem seus empregos multimilionários e suas vidas privilegiadas jogando um jogo infantil, aceitem um corte de pagamento pesado e executem o trabalho mais difícil da América. Tornem-se policiais!!!!

O caso que levou os jogadores a não entrar em quadra envolve o cidadão americano Jacob Blake. Jacob, que é negro, levou sete tiros pelas costas da polícia de Kenosha, no estado do Winsconsin, no último final de semana, quando tentava apartar uma briga entre duas mulheres. Na hora, Blake estava desarmado e perto dos filhos. Ele está internado e perdeu o movimento das pernas segundo familiares. O caso gerou uma nova onda de protestos nos Estados Unidos contra o racismo.

A violência policial no país contra negros gerou o movimento "Black Lives Matter", em português "Vidas Negras Importam", que tomou conta dos Estados Unidos numa onda de protestos após a morte de George Floyd, em maio. O movimento ganhou enorme apoio dos jogadores da NBA, e a frase ganhou as quadras montadas em Orlando para o retorno da liga.

Fonte: Combate.com

Comentários (0)

Comentar

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal ClickPB não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.

Destaques

ver blog →

Treinador e córner de Ketlen Vieira, Dedé Pederneiras é diagnosticado com Covid-19

Ketlen Vieira afirma que evoluiu após primeira derrota: "Estou mais completa"

Flagrada em exame antidoping, Duda Cowboyzinha é suspensa por 2 anos e cortada pelo UFC

Paulo Borrachinha ganha torcida de Bustamante e Anderson Silva para enfrentar Adesanya no UFC