UFC

Dana White põe Royce Gracie e Amanda Nunes entre os quatro imortais da história do UFC

Presidente da organização completa a galeria de quatro nomes com Jon Jones e Chuck Liddell, e deixa fora da lista histórica os supercampeões e lendas Anderson Silva e Georges St-Pierre.

Por

Dois brasileiros fazem parte da galeria de imortais do UFC, segundo Dana White. O dirigente, ao ser perguntado na última terça-feira sobre quem seriam os integrantes do "Monte Rushmore" da organização, em referência à escultura em pedra localizada no estado de Dakota do Sul que exibe os rostos dos quatro maiores presidentes da história dos EUA - George Washington, Thomas Jefferson, Theodore Roosevelt e Abraham Lincoln -, elegeu quatro atletas que, segundo ele, são obrigatórios em uma lista que seria eterna. E, entre esses quatro nomes, estão dois brasileiros.

- Se estamos falando do Monte Rushmore, no qual as cabeças estão esculpidas na pedra para sempre, Royce Gracie tem que estar lá. Impossível não tê-lo. Amanda Nunes também, é a maior lutadora de todos os tempos. Os outros dois é que são difíceis. Eu colocaria Jon Jones. O cara nunca perdeu. E o mais incrível em ele estar invicto, algo que poucos conseguem em qualquer esporte, é a quantidade de coisas que ele fez a si mesmo fora do octógono, e mesmo assim não foi vencido.

Faltando apenas um nome para completar o quarteto de imortais, Dana White surpreendeu e elegeu o ex-campeão dos pesos-meio-pesados Chuck Liddell, deixando fora nomes como os supercampeões Anderson Silva e Georges St-Pierre, considerados lendas do MMA.

- O quarto nome no Monte Rushmore do UFC eu diria que é Chuck Liddell. Naquele momento da história do UFC, ele era a grande estrela. Acho que você poderia decidir na moedinha entre Chuck Liddell e Forrest Griffin naquele tempo, e os dois são da primeira temporada do "The Ultimate Fighter". Chuck se tornou uma estrela de primeira grandeza, tinha o maior salário do UFC. Mas se você olhar para o que Anderson Silva fez pelo Brasil e o que Georges St-Pierre fez pelo Canadá, é inegável o impacto que eles tiveram nos seus países. Eles também são gigantes - concluiu.



Fonte: Combate.com

Comentários (0)

Comentar

Destaques

ver blog →

UFC marca duelo brasileiro entre Thiago Marreta e Glover Teixeira para 12 de setembro

Gilbert Durinho revela bastidores de teste positivo e volta para casa no "Coronamóvel"

Pedro Munhoz testa positivo para Covid-19 e está fora de luta contra Frankie Edgar pelo UFC

Jorge Masvidal substitui Durinho e vai enfrentar o campeão Kamaru Usman no UFC 251 na Ilha da Luta