UFC

Derrotado pelo Paraense Voador, americano protesta: "Ele mais dançou do que me machucou"

Khaos Williams perdeu para Michel Pereira em dezembro em decisão dos jurados no Ultimate, mas discordou do resultado e criticou a forma como o combate foi julgado.

Por

Khaos Williams vinha de duas rápidas vitórias no UFC até ser parado por Michel Pereira, em dezembro. Na ocasião, o brasileiro venceu por decisão unânime dos jurados no último evento do Ultimate em 2020.

Duas semanas após o combate, o americano disse ao "MMA Fighting" que ainda não se conformou com o resultado da disputa.

- No final da história, eu não teria levantado minhas mãos se eu não tivesse achado que venci. Na luta, sempre há espaços para melhoras, então há coisas que eu poderia ter feito melhor. Eu assisti a luta várias vezes, eu sou meu maior crítico. A principal razão que me faz acreditar que eu ganhei é porque dominei o centro do cage. Quando você tem alguém dançando do outro lado, é um pouco mais difícil encontrar a distância e acabar com quem está correndo de você. Eu me tornei o agressor, mas estava no contragolpe porque eu não queria parecer descuidado quando ele dançava no octógono.

Holland venceu suas duas lutas anteriores no UFC em menos de 30 segundos, ambas por nocaute, e reconhece que não foi tão agressivo como antes no duelo contra o Paraense Voador.

- Eu venci porque eu que trouxe a agressão. Não fui tão agressivo como normalmente eu sou, porque eu estava me encontrando e ele se movia bastante. Isto é uma luta e todo mundo tem a chance de ser golpeado num combate, mas eu controlei o centro do cage e venci todas as trocas de golpes. Cada vez que ele me acertava uma vez, eu provavelmente o acertava três vezes. Eu acredito que eu venci.

Williams criticou a forma como os jurados avaliam as lutas, e sente que foi isso que o prejudicou no combate.

- Você pode ser o agressor e vencer a luta por 4m30s do round, mas para os jurados, eles estão olhando apenas os últimos 30 segundos. Eu penso o seguinte, todo mundo tem direito a dar sua opinião, se você perguntar a 100 pessoas, 70% dirão que eu venci. Os outros 20 ou 30% estão do lado do dele porque são fãs. Se você já esteve lá e é um lutador, você sabe que eu venci a luta. Você não pode vencer uma luta daquela forma, ele mais dançou do que me machucou.

Fonte: Combate.com

Comentários (0)

Comentar

Destaques

ver blog →

Treinador de Aspen Ladd se desculpa por postura com a atleta na luta com Norma Dumont

Maryia Agapova explica desafio a Maryna Moroz: "Ela tentou destruir a minha carreira"

Após morte de ex-lutador órgão regulatório diz que eventos de boxe sem luvas não seguem o mínimo de regras médicas

McGregor revela que UFC 257 vendeu mais de 1,5 mi em pay per view