UFC

‘Engasgado’ com última derrota, Cowboy mira recuperação e nocaute contra Perry

Vindo de dura derrota para Gunnar Nelson, o brasileiro buscará a recuperação diante de Mike Perry, que em sua última apresentação.

Por

Sem lutar desde dezembro, Alex Cowboy será um dos sete brasileiros escalados para o card do UFC Fight Night 150, que acontece neste sábado (27), na Flórida (EUA). Vindo de dura derrota para Gunnar Nelson, o brasileiro buscará a recuperação diante de Mike Perry, que em sua última apresentação, foi finalizado por Donald Cerrone ainda no primeiro round.

A luta contra Nelson já passou, mas Cowboy segue com a derrota “engasgada”. Mesmo focado na luta contra Perry, o lutador de Três Rios não escondeu a vontade de enfrentar o islandês novamente no futuro, e desde já, pediu uma nova chance ao UFC, como contou em entrevista à TATAME.

“Essa derrota está engasgada até hoje, não vou negar. Se o UFC me der a oportunidade de lutar com ele de novo, vai ser ótimo. Vou aproveitar bastante minha envergadura e fazer de tudo para vencer, porque aquela luta foi f***… Estava tudo na minha mão para vencer, mas com essas cotoveladas no olho e na testa, minha visão ficou muito prejudicada, foi muito sangue. Se não fosse isso, a história seria diferente”, disse o lutador.

Confira a entrevista completa com Alex Cowboy:

-Recuperação após última derrota e mudança de adversário

Tomei 38 pontos no rosto após minha última luta, acabei machucando meu olho também, mas foi tudo tranquilo, a recuperação foi muito boa. Depois de duas semanas, eu já estava fazendo alguns treinos mais limitados. Para essa luta, o meu adversário seria um coreano, mas apareceu o Mike Perry. Eu já estava com a minha preparação voltada para o outro atleta, mas essa luta contra o Perry vai ser muito boa e importante para mim.

-Análise do adversário             

Ele oferece algumas brechas, como todo lutador, e se for para a trocação, eu acredito que sou melhor que ele, se for para o chão também. Estou muito bem treinado. Ele dá umas brechas e eu não posso perder essa oportunidade. Vou aproveitar essas brechas e vou ganhar muito bem, pode ter certeza.

-Estilo provocador de Mike Perry               

Eu sei como ele é, é f*** mesmo (risos), o estilo dele é causar. Ele vai querer fazer alguma gracinha. Já me chamaram a atenção, porque ontem a gente se encontrou aqui no hotel e eu tava de mau humor, então sabe como é (risos). A gente se viu, trocou uns olhares, mas segui na minha. Eu sei que ele vai querer provocar na pesagem, mas não vou cair na dele. Vou esperar o momento da luta.

-Busca pelo nocaute e bônus             

Eu quero o nocaute, vou caçar o nocaute, porque eu quero o bônus. Vou caçar ele o tempo todo dentro do octógono. Ele vai vir para cima, vai dar brecha, e aí vai ser o meu momento. Se ele der mole, eu finalizo também. O importante é sair com o braço levantado, com a vitória. Mas eu vou pra nocautear, podem ter certeza.

-Derrotas por finalização                       

Eu procuro sempre treinar meu Jiu-Jitsu e considero ter um jogo bom de chão, mas nessas lutas, acabei sendo surpreendido. Mas estou muito bem treinado, focado. Se for para o chão, dessa vez, vou estar bem seguro do que posso fazer. Nessa última derrota, ele (Gunnar Nelson) só ganhou porque abriu um ferimento no meu rosto, tomei uma cotovelada no meu olho, então eu não tava vendo mais nada, era muito sangue, foi por isso que ele venceu, porque em nenhum momento ele me apertou.

-Revés para Gunnar Nelson ‘engasgado’              

Essa derrota está engasgada até hoje, não vou negar. Se o UFC me der a oportunidade de lutar com ele de novo, vai ser ótimo. Vou aproveitar bastante minha envergadura e fazer de tudo para vencer, porque aquela luta foi f***… Estava tudo na minha mão para vencer, mas com essas cotoveladas no olho e na testa, minha visão ficou muito prejudicada, foi muito sangue. Se não fosse isso, a história seria diferente.

Eu vou vencer essa luta no sábado, se Deus quiser, e meu plano já vai ser lutar no card do Rio, em maio, de repente aproveitar algum lutador que saia do card por lesão, se surgir alguma vaga. Eu gosto de estar na ativa o tempo todo, sou de fato um funcionário do UFC. Se tiver uma vaga, quero muito estar presente. Lutar no Brasil sempre faz a diferença.

CARD COMPLETO:               

UFC Fight Night 150
Sábado, 27 de abril de 2019
Flórida, nos Estados Unidos

Card principal             
Peso-médio: Ronaldo Jacaré x Jack Hermansson
Peso-pesado: Greg Hardy x Dmitry Smoliakov
Peso-meio-médio: Alex Cowboy x Mike Perry
Peso-meio-pesado: Glover Teixeira x Ion Cutelaba
Peso-galo: John Lineker x Cory Sandhagen
Peso-leve: Roosevelt Roberts x Thomas Gifford

Card preliminar                 
Peso-palha: Carla Esparza x Virna Jandiroba
Peso-pesado: Andrei Arlovski x Augusto Sakai
Peso-meio-médio: Ben Saunders x Takashi Sato
Peso-leve: Gilbert Durinho x Mike Davis
Peso-leve: Jim Miller x Jason Gonzalez
Peso-palha: Angela Hill x Jodie Esquibel
Peso-meio-médio: Court McGee x Dhiego Lima


Fonte: Tatame.com

Comentários (0)

Comentar

Destaques

ver blog →

Campeã peso-palha do UFC, Bate-Estaca planeja buscar segundo título nos moscas: ‘Quero tentar

Conor relembra briga generalizada no UFC 229 e cita agressão em irmão de Khabib: ‘Último golpe’

Dos Anjos tira ‘peso das costas’ com boa vitória sobre Lee e garante: ‘Ainda quero ser campeão’

Estreante se diz ‘pronta’ para enfrentar grandes nomes, e Cris Cyborg responde: ‘Desafio aceito’