UFC

Israel Adesanya compara luta contra Anderson Silva a "LeBron James contra Michael Jordan"

Peso-médio nigeriano diz que oportunidade contra ídolo vale mais do que cinturão e avisa: "Se você quer enfrentar seu clone, pode me enfrentar. Mas eu sou melhor que seu clone".

Por

Os fãs de MMA foram pegos de surpresa na noite de sábado com o anúncio de que Anderson Silva retornaria à ação contra Israel Adesanya, no UFC 234, em Melbourne, Austrália. Adesanya, 29, é considerado um "herdeiro" do "Spider", graças a um estilo de trocação semelhante ao do brasileiro. Não é mera coincidência: o atleta nigeriano radicado na Nova Zelândia realmente moldou seu estilo à imagem e semelhança de Anderson, 43, a quem viu lutar ao vivo pela primeira vez no UFC 90, em 25 de outubro de 2008, quando tinha 19 anos de idade. Na ocasião, Spider, então com 33 anos, derrotou Patrick Côté, na sua quarta defesa de cinturão dos pesos-médios.

Essa idolatria pelo lutador brasileiro torna o confronto marcado para 9 de fevereiro de 2019, perto de sua casa, ainda mais especial para o nigeriano. Ele vê o combate como uma rara oportunidade de ver a velha guarda contra a nova geração.

- Isso significa mais para mim que a p*** do título mundial. Estou ficando emocionado agora só falando sobre isso. Sinceramente, isso significa o mundo para mim. O UFC 90 foi a primeira vez que eu assisti a esse cara ao vivo. Antes disso, eu estava vendo DVDs dele detonando os caras. Isso é como se LeBron James pudesse enfrentar Michael Jordan. Então isso significa mais do que qualquer m*** de cinturão brilhante. Posso matar este cara e dizer, "Fiz o que vim fazer. Terminei." Mas não terminei. Depois disso, farei outras coisas. Sim, o cinturão vem com isso. Mas vou carregar o legado dos outros avatares deste jogo - declarou Adesanya, em entrevista ao podcast "The MMA Hour".

Ainda é cedo para Adesanya se comparar a LeBron James, mas Anderson Silva é frequentemente considerado o "Michael Jordan do MMA", e, como LeBron, o nigeriano cresceu observando e copiando os movimentos do seu ídolo. As famosas declarações do Spider de que adoraria enfrentar seu clone também o motivaram para buscar uma luta contra ele.

- Sou um cara que começou a modelar meu estilo através do dele, porque ele é um cara negro e magro como eu e eu me espelhava nele. Então, pensava, "Se você quer enfrentar seu clone, você pode me enfrentar." Mas eu sou melhor que seu clone, porque eu estudei cada coisinha que você já fez e cada p*** de movimento que você deu. Sei quando ele vai relaxar, sei quando ele vai atacar, sei quando ele está na ofensiva, sei quando ele quer dar uma blitz. Eu sentiria isso. Eu conheço esse homem melhor do que ele conhece a si mesmo. Sei algumas coisas sobre ele que ele mesmo não sabe sobre si mesmo, porque estou olhando do lado de fora.

Adesanya já havia mencionado nas redes sociais um desejo de enfrentar o ídolo, e inclusive detalhou a Dana White, presidente do UFC, seu plano de fazer a luta como co-evento principal em Melbourne. O dirigente, no entanto, queria que o nigeriano lutasse em 19 de janeiro, no Brooklyn, e, segundo o próprio Adesanya, o casou contra Ronaldo Jacaré. No entanto, Jacaré precisava de mais tempo para se recuperar de uma lesão, e as estrelas se alinharam para que "The Last Style Bender" enfrentasse o Spider. Israel Adesanya disse que sonhou com a luta duas semanas antes do anúncio.

- Quando o filme da minha vida sair, este vai ser um momento fundamental. Vai ser um daqueles momentos "Quem escreve essa m***?" Sério, eu posso vencer o cara que me colocou no jogo. Então, é a história perfeita. É um final perfeito de conto de fadas para ele também porque, depois desta luta, ele fez o que fez então ele pode me deixar seguir adiante. Ele foi o maior campeão peso-médio de todos os tempos. Mas eu vou cuidar disso a partir de agora. Eu tomarei a tocha à força se for preciso - disse.

Devido à sua juventude e velocidade, Israel Adesanya é considerado o favorito no duelo com o ídolo. No entanto, ele garante que não vai subestimar o adversário, e ainda o considera capaz de fazer uma grande luta.

- Ele ainda é Anderson Silva. Goste ou não, ele esmagou - bem, Bisping venceu a luta no papel, mas eu achei que Anderson venceu; Você podia ter parado a luta no terceiro (round) depois da joelhada voadora derrubar (Bisping). Ele ainda é um cara perigoso, ainda é o cara que deu um chute frontal no rosto do Vitor Belfort, ele ainda é astuto e é um cara que entre todos eles provavelmente pode brincar melhor comigo do que a maioria, porque somos feitos da mesma matéria-prima, o material da grandeza. A forma como nos movemos é diferente do resto. Não vacile com ele. Ele é o Spider. Eu sei que vou batê-lo e eu tenho que batê-lo. Mas não vou superestimá-lo ou subestimá-lo. Eu apenas tenho que entrar e fazer meu trabalho. (...) Estou indo lá para matá-lo, estou indo para destruí-lo - concluiu o nigeriano.


Fonte: Combate.com

Comentários (0)

Comentar

Destaques

ver blog →

Curtinhas: Nick Diaz desmente White e nega retorno ao UFC

Dana White exalta coração de Dan Hooker e talento de Edson Barboza: "Ele é mau"

Ronaldo Jacaré reclama de promessa de "title shot" para Spider: "Está vindo de doping"

Marlon Moraes defende que luta com Raphael Assunção valha cinturão interino dos pesos-galos