UFC

Justin Gaethje não evita rótulo de azarão contra Khabib: "Adoro quando falam que é impossível"

Na luta principal do UFC 254 no sábado, americano desafia a invencibilidade do reinado russo no peso-leve: "Com certeza, essa é a maior luta da minha vida. Representa muitas coisas".

Por

“Com certeza, essa é a maior luta da minha vida. Representa muitas coisas”. Justin Gaethje definiu assim o duelo de sábado com Khabib Nurmagomedov, na luta principal do UFC 254, em Abu Dhabi, em evento que fecha a segunda temporada da “Ilha da Luta”. O americano de 31 anos, campeão interino do peso-leve (até 70,3kg), tenta unificar o título diante do russo campeão linear da categoria.

- Minha preparação está no ponto, controlei o que podia controlar: minha alimentação, meu sono, meu esforço... agora é hora de me divertir - afirmou o lutador em entrevista ao Combate.

Apesar da excelência no wrestling, Gaethje é mais conhecido pela forte e incansável trocação, enquanto seu adversário é encarado como uma lenda na luta agarrada. O americano, no entanto, aposta nas próprias habilidades e avisa que Khabib não terá missão fácil para derrubá-lo.

- Tenho que estar no ponto, tenho que ser perigoso. Sou a pessoa mais atlética do UFC, ninguém usa as próprias ferramentas e habilidades como eu para entrar na luta. Ele vai ter um momento difícil fazendo wrestling e tentando me derrubar no meio do cage, vai ter dificuldades de me colocar na grade. Ele vai ter que descobrir o que fazer.

Nas casas de apostas, Khabib Nurmagomedov é favorito, afinal, tem 28 vitórias em 28 lutas na carreira. Justin Gaethje, com 22 vitorias e duas derrotas, não se incomoda com o papel de “azarão”.

- Adoro ser o azarão. Adoro quando as pessoas falam que é impossível. Criamos nosso legado quando conseguimos o impossível, e é para isso que estou aqui.

Mas, independente do resultado, o que se espera mesmo de Justin Gaethje quando entra no octógono é um verdadeiro show. Afinal, ele soma nove bônus em sete lutas no Ultimate.

- É uma incrível essa marca. Sou orgulhoso disso, mas isso não importa agora. Só quero esse cinturão, quero acabar com Khabib e pegar esse cinturão, isso é a coisa mais importante para mim - concluiu.


Fonte: Combate.com

Comentários (0)

Comentar

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal ClickPB não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.

Destaques

ver blog →

"Quem vende mais ingressos recebe o title-shot", diz Derrick Lewis antes de luta contra Blaydes

Curtis Blaydes menospreza Derrick Lewis: "Ele é previsível, só tem um golpe"

Deiveson Figueiredo revela mágoa com Brandon Moreno: "Não vejo nível nele. Vou nocautear"

Maurício Shogun prega respeito a Paul Craig, e garante: “Nunca estive tão bem no UFC”