UFC

Lituana conquista cinturão do Invicta FC em luta mais sangrenta da história do evento

Julija Stoliarenko leva título vago do peso-galo em combate que deixou lona toda vermelha. Tennant vence GP de uma noite; Liana Pirosin perde no peso-palha.

Por

Domingo foi Dia Internacional da Mulher, e os dois dias que o precederam honraram o lugar de destaque das mulheres no MMA. Se no sábado Weili Zhang e Joanna Jedrzejczyk fizeram a melhor luta do UFC 248, na sexta-feira o Invicta FC, evento que destaca exclusivamente combates entre mulheres, teve talvez o duelo mais sangrento de sua história. A lituana Julija Stoliarenko se sagrou campeã do peso-galo ao derrotar a americana Lisa Verzosa por decisão dividida dos juízes, em Kansas City, EUA.

O evento foi o primeiro da organização a adotar a pontuação aberta, com os placares anunciados ao final de cada round. Se isso influenciou a atuação das duas lutadoras, não ficou claro, mas ambas lutaram com intensidade que só cresceu durante o combate. Logo no início, Stoliarenko acertou um chute alto, mas recebeu uma direita potente de Verzosa que a levou a knockdown e quebrou seu nariz. Ainda assim, a lituana tentou duas finalizações e levou o round. No terceiro assalto, Stoliarenko revidou e abriu cortes no rosto da americana com cotoveladas. A partir daí, as duas ficaram com o rosto ensanguentado até o final.

Verzosa pontuou repetidamente com a mão direita no último round e fez o protetor bucal de Stoliarenko sair da boca algumas vezes. Ainda assim, não foi suficiente para convencer dois dos três juízes de que ela tinha feito o suficiente para vencer. Um juiz marcou 49-46 para a americana, e os outros dois pontuaram 48-46 e 49-46 para Stoliarenko. Ela é a primeira campeã peso-galo do Invicta FC desde que Sarah Kaufman vagou o cinturão em maio de 2019.

O evento de sexta-feira também destacou um torneio de uma noite só no peso-galo. Foi a terceira vez que a organização adotou o formato que intitulou de Phoenix Series, no qual as lutadoras fazem três lutas numa só noite; as quartas de final e semifinais duram apenas um round, e a final tem três assaltos. A americana Taneisha Tennant foi a grande campeã. Ela superou Brittney Victoria, Hope Chase e Taylor Guardado, em sequência e todas por decisão unânime, para vencer o GP.

Outra luta de destaque do show foi no peso-palha, entre a brasileira Liana Pirosin e a americana Kay Hansen. Pirosin acabou derrotada por decisão unânime dos juízes.

Fonte: combate.com

Comentários (0)

Comentar

Destaques

ver blog →

Infectados com Covid-19, atleta do MMA, Erick Silva e família se recuperam bem da doença: "Mais tranquilo"

Em quarentena, Cowboy valoriza bolsa do UFC após salvar emprego com vitória: "Ajudando muito"

Conor McGregor critica decisão de Khabib Nurmagomedov de sair de luta do UFC 249: "Parabéns Tony"

Khabib desabafa e descarta luta contra Ferguson no UFC 249: "Coloquem-se no meu lugar"