UFC

Munhoz se irrita com declaração de Sterling e dispara: "É um c*** e vai tomar tapa na bunda"

Lutadores se enfrentam no dia 8 de junho, no UFC 238, em Chicago (EUA), e o vencedor deve ser o próximo desafiante pelo cinturão do peso-galo.

Por

Aljamain Sterling costuma dar declarações em tom de provocação contra seus adversários, mas, contra Pedro Munhoz, a resposta veio em tom agressivo. Recentemente, o americano trouxe à tona o caso de doping do rival, em 2015, antes de a USADA tornar-se responsável pelos exames do Ultimate. O "Funk Master" escreveu em suas redes sociais que espera que o órgão "teste Pedro corretamente" para o duelo entre eles no UFC 238, dia 8 de junho, em Chicago (EUA), que deve determinar o próximo desafiante ao cinturão do peso-galo (até 61kg).

- Eu só espero que vocês testem Pedro corretamente para esta luta. Eu esqueci completamente de sua suspensão em 2015 por seus metabólitos de testosterona. Dana White disse que não sabia que vocês não estavam testando para EPO. Bem, eu quero que façam isso também. Sem atalhos para a vitória! - postou, em sua página no Twitter.

Em conversa com jornalistas durante o UFC Rio, no último sábado, Munhoz não deixou barato e subiu o tom ao responder sobre os comentários feitos por Sterling.

- Ele é um bunda suja, um bunda mole, que não tem nada a ver com a história. Ele está falando isso porque já está contando com a derrota, e vai dizer que perdeu porque eu não sei o quê lá. É desculpa de bunda mole. Não é para intimidar, não. É porque eu acho que ele é um c*** mesmo. Não é uma forma de intimidação. Eu nunca intimidei ninguém. Eu chego no octógono e saio na porrada. Ele fez alguns comentários aí que não são fato, e provam que ele é um bunda mole, bunda suja e ele vai tomar tapa na bunda - disparou.

Pedro ainda fez questão de explicar a sua versão sobre o caso de doping de 2015 e reiterou que, após a USADA, já foi testado mais de 20 vezes sem qualquer caso positivo.

- Foi algo bem antes da USADA, algo que nós ficamos brigando na Justiça por oito meses, gastando um dinheirão com advogados. Inclusive eles não me multaram financeiramente, porque, na verdade, nós tínhamos todo o processo desde quando eles coletaram a minha urina, desde quando a urina chegou ao laboratório e foi testada - isso foi cinco anos atrás. Eles não encontraram nenhuma substância, foi o nível de testosterona que estava um pouco acima do de uma luta anterior, em uma outra Comissão. Nós conversamos com um médico, fomos atrás para saber o motivo disso. Ele falou que a testosterona oscila muito durante o dia - é um nível de manhã e outro à noite. Pode ter sido isso o que houve. Como eu disse, não foi encontrada nenhuma substância, foi só esse nível. Então, depois de gastar uma grana, a gente decidiu encerrar o caso e pegar a suspensão - faltaria mais três meses até eu ficar livre. E eles, por outro lado, por ter sido tudo desorganizado, me livraram de pagar qualquer multa financeira. Isso foi em 2014, cinco anos atrás. Depois que a USADA entrou, há quatro anos, eu fui testado mais de 20 vezes.

Na hora de falar sobre como acha que o duelo contra Sterling se desenrolará dentro do octógono, Munhoz deu outra cutucada no oponente.

- A minha luta vai ser bem excitante. O Sterling é bem experiente. Medroso, entendeu? A gente está treinando para isso, anular o jogo dele, meter a porrada nele e trazer a vitória para o Brasil. (Ele é medroso porque) corre da luta, evita a luta, o "infight". Procura a distância, não gosta de receber golpes. Não tem coração.

Além do próprio duelo, Munhoz disse apostar em Marlon Moraes na disputa do título dos galos, também marcada para o dia 8 de junho. Questionado sobre o que pensa de Anderson França, seu treinador na American Top Team, ficar no córner do compatriota no confronto contra Henry Cejudo, ele também evitou polêmica.

- É profissional total. Eu venho treinando com o Anderson França há dois anos. É um excelente profissional, homem de caráter que jamais falaria algo do Marlon para mim ou vice-versa. Se um dia essa luta entre eu e o Marlon ocorrer, ele já falou que não vai treinar nenhum dos dois e não vai dar palpite nenhum. Eu acredito nele, é um homem de caráter. Não vejo nada de errado nisso - concluiu.

UFC 238             
8 de junho de 2019, em Chicago (EUA)
CARD DO EVENTO (até o momento):                 
Peso-galo: Marlon Moraes x Henry Cejudo
Peso-mosca: Valentina Shevchenko x Jessica Eye
Peso-leve: Tony Ferguson x Donald Cerrone
Peso-galo: Pedro Munhoz x Aljamain Sterling
Peso-palha: Tatiana Suarez x Nina Ansaroff
Peso-galo: Jimmie Rivera x Petr Yan
Peso-mosca: Katlyn Chookagian x Joanne Calderwood
Peso-pesado: Tai Tuivasa x Blagoy Ivanov
Peso-palha: Angela Hill x Yan Xiaonan
Peso-pena: Ricardo Lamas x Calvin Kattar
Peso-palha: Karolina Kowalkiewicz x Alexa Grasso
Peso-médio: Darren Stewart x Bevon Lewis
Peso-galo: Eddie Wineland x Grigory Popov



Fonte: Combate.com

Comentários (0)

Comentar

Destaques

ver blog →

Escalado para lutar em Wembley, Luis Henrique KLB garante: "Vou finalizar no segundo round"

Colby Covington reclama de "bolsa de desafiante" oferecida pelo UFC: "Sou o campeão, não perdi"

Khabib Nurmagomedov finaliza Poirier e unifica títulos dos leves no UFC 242

Com ‘maior contrato da história do MMA feminino’, Cris Cyborg é anunciada pelo Bellator