UFC

Nick Diaz planeja retorno ao MMA para início de 2021, diz manager

Ex-campeão do Strikeforce e desafiante número 1 do UFC fez corte de peso de teste e está de olho em "grandes lutas no peso-meio-médio".

Por

Sem lutar profissionalmente desde 2015, o polêmico veterano Nick Diaz pode retornar ao MMA no início de 2021. Foi o que disse seu empresário, Kevin Mubenga, à emissora de TV americana "Espn" nesta segunda-feira. O lutador americano passou por um regime de treinos de 14 dias e um corte de peso de teste para lutar novamente pelo peso-meio-médio (até 77,1kg).

Segundo Mubenga, Diaz se pesou "entre 74,8kg e 79,4kg" e está de olho nas "grandes lutas no peso-meio-médio" marcadas para os próximos meses. Entre estas lutas, o confronto entre Colby Covington e Tyron Woodley do próximo dia 19 de setembro, a disputa do cinturão entre o campeão Kamaru Usman e o brasileiro Gilbert Durinho em 12 de dezembro e a revanche entre Jorge Masvidal e o irmão mais novo de Nick, Nate Diaz, planejada para janeiro.

Nick Diaz, 37, não luta desde janeiro de 2015, quando enfrentou Anderson Silva no peso-médio em combate que teve o resultado anulado após ambos serem flagrados em exames antidoping - Diaz por uso de maconha. O americano foi suspenso por cinco anos pela Comissão Atlética de Nevada, mas a sentença foi eventualmente reduzida a 18 meses. Diaz também recebeu uma suspensão de um ano da USADA (Agência Antidoping dos EUA, responsável pelo controle de substâncias do UFC) em 2017 por falhar em informar sua localização três vezes seguidas.

O "bad boy" de Stockton luta profissionalmente desde 2001. Ele foi campeão peso-meio-médio no WEC e Strikeforce e lutou em eventos como IFC, Shooto, Pride, EliteXC e Dream. Diaz também disputou o cinturão do Ultimate duas vezes: o interino, que perdeu para Carlos Condit em 2012, e o linear, que perdeu para Georges St-Pierre em 2013. Seu cartel tem 26 vitórias e nove derrotas, além de dois "No Contest" (luta sem resultado).

Fonte: Combate.com

Comentários (0)

Comentar

Destaques

ver blog →

Leon Edwards testa positivo para Covid-19 e luta contra Khamzat Chimaev é cancelada

Campeã olímpica e mundial de boxe, Claressa Shields assina com a PFL para estrear no MMA

Após finalizar no primeiro round, Anderson Berinja pede vaga no card de McGregor x Poirier

"Quem vende mais ingressos recebe o title-shot", diz Derrick Lewis antes de luta contra Blaydes