MMA

Rafael Carvalho revela subida de peso e tem duelo marcado para o Bellator Itália

Meus planos para a categoria consistem em fazer o máximo de lutas possíveis, convencer a organização de que eu mereça um title shot.

Por

Ex-campeão peso-médio do Bellator, Rafael Carvalho reencontrou o caminho da vitória. Vindo de duas derrotas consecutivas, para Gegard Mousasi e Lyoto Machida, respectivamente, o brasileiro teve Chidi Njokuani pela frente em julho e, com uma atuação segura, saiu vencedor por decisão unânime no Bellator 224.

Com a confiança retomada, o carioca tomou uma importante decisão visando o futuro de sua carreira. Em entrevista à TATAME, Rafael falou que vai subir para a categoria meio-pesado já a partir de sua próxima luta, que acontece no dia 12 de outubro, contra Vadim Nemkov, na luta principal do Bellator Itália.

“Minha próxima luta já vai ser pelos meio-pesados, já está tudo certo. Não sou de escolher os oponentes, até porque da última vez que eu tentei ‘cavar’ uma luta com o Sonnen, não rolou, ele até se aposentou (risos)”, contou o casca-grossa.

Meus planos para a categoria consistem em fazer o máximo de lutas possíveis, convencer a organização de que eu mereça um title shot. É continuar me apresentando bem. Minha próxima luta já vai ser pelos meio-pesados, já está tudo certo. Não sou de escolher os oponentes, até porque da última vez que eu tentei ‘cavar’ uma luta com o Sonnen, não rolou, ele até se aposentou (risos). Quem o evento achar que é melhor para mim, eu não vou recusar e vou iniciar meu caminho rumo à disputa de título.

Achei meu desempenho bom. Foi uma luta difícil. Ele é um striker bem perigoso, mas acho que fui bem no duelo como um todo.

Todo mundo passa por momentos complicados. Até os considerados melhores do mundo no MMA passam por essas dificuldades. São momentos chatos, que ninguém gosta de passar. Mas eu busquei refúgio em Deus e na minha família para dar a volta por cima.

Eu não fiquei surpreso com a derrota do Mousasi (para Rafael Lovato Jr.). Eu acompanhei por um certo tempo o camp do Rafael Lovato, pois fomos parceiros de treinos na Evolução Thai, e eu vi o quanto ele estava bastante focado e determinado para conquistar esse cinturão. O resultado foi justo, o Lovato foi bem inteligente, teve as oportunidades quando levava a luta para o chão… Dentro do que o Lovato tinha se proposto a fazer, ele foi muito feliz.

Se eu pudesse escolher um dos dois para fazer uma revanche, eu escolheria o Mousasi. Na minha luta contra ele, não consegui mostrar nada. Até brinco que eu não fui lutar, que eu fui assistir a luta dentro do cage. Mas é um cara que, se eu tivesse que escolher entre os dois, eu escolheria ele por isso, por não ter conseguindo mostrar o meu potencial.

Vou manter o meu foco, minha pegada, manter esse ritmo de treino que estou vindo. Quero construir uma sequência de vitórias. Não escolho adversário. Acredito que o Bellator tenha me dado ótimos desafios dentro da organização. Então, estou feliz com as lutas que tenho recebido. Quem eles escolherem como próximo adversário, vou me preparar com a mesma seriedade para enfrentar o desafio.

Fonte: Tatame.com

Comentários (0)

Comentar

Destaques

ver blog →

Borrachinha cita lesões em ‘camp selvagem’ para vencer Romero e crava: ‘Sou o próximo desafiante’

Em acidente durante gravação, Ronda Rousey quase perde o dedo: ‘Foi bizarro’

Johnny Walker fará camp na Rússia, analisa Corey e garante: "Tempo de Jones está acabando"

Miocic nocauteia Cormier e recupera título peso-pesado no UFC 241