Nocaute

Ronda Rousey revela em biografia a razão de aposentadoria precoce no MMA

Uma revelação bombástica finalmente explicou a razão pela qual Ronda Rousey se aposentou do MMA. Na biografia “Our Fight”, ou […]

Ronda Rousey revela em biografia a razão de aposentadoria precoce no MMA

Uma revelação bombástica finalmente explicou a razão pela qual Ronda Rousey se aposentou do MMA. Na biografia “Our Fight”, ou “Nossa Luta”, a ex-campeã peso-galo do UFC e medalhista de bronze olímpica no judô disse ter escondido um histórico de concussões cerebrais que vinha desde a época em que lutava nos tatames para conseguir prolongar por mais tempo a sua carreira no MMA e, posteriormente, no WWE (evento de lutas coreografadas muito popular nos EUA).

– O meu histórico de concussões cerebrais, que eu tive de manter em segredo por anos para poder competir no MMA e no WWE, foi a razão da minha aposentadoria. Eu não poderia falar sobre isso em uma entrevista ou um artigo, porque as pessoas poderiam não entender. Eu sofri muitas concussões quando eu estava no judô, antes mesmo de entrar no MMA, eu não podia falar sobre isso quando eu estava no MMA porque literalmente colocaria um alvo na minha cabeça e talvez eu não tivesse mais permissão para competir. A mesma coisa aconteceu com o WWE. Eles têm uma história complicada com seus atletas sofrendo concussões, e isso seria ruim para o evento. Eu achei que não poderia falar sobre isso. Um livro é a única maneira em que eu me vi capaz de abordar o assunto adequadamente – disse a ex-lutadora em uma transmissão ao vivo para promover a publicação.

Um ano após sofrer o nocaute devastador contra Holly Holm no UFC 193, na Austrália, no qual perdeu o cinturão peso-galo da organização, Rousey decidiu retornar ao octógono para reconquistar seu cinturão contra a então campeã, Amanda Nunes, no UFC 207. Os planos da americana acabaram não acontecendo da forma como ela queria, e um novo nocaute, desta vez em 48s no primeiro round, acabaram por encerrar a sua carreira no MMA, com um retrospecto de 12 vitórias e duas derrotas, e sendo a única atleta da história do UFC que fez disputas de cinturão todas as suas lutas na organização.

Famosa e com muito apelo na mídia, Rousey decidiu aceitar a proposta do WWE para integrar o seu elenco em 2018. Ela permaneceu na organização até 2023, quando encerrou oficialmente a sua carreira. Durante todos os anos em que esteve no evento, Rousey recebeu inúmeros apelos dos fãs para que voltasse ao MMA, mas jamais aceitou. Aos 37 anos de idade, a ex-lutadora sabe que o silêncio sobre a verdadeira razão do seu afastamento das lutas causou uma grande confusão entre os seus fãs, que não sabiam da sua real necessidade de se manter longe dos esportes de combate.

– Gostaria que as pessoas entendessem as minhas razões e a motivação que havia por trás dos holofotes, e que foram as responsáveis por eu ter deixado de lutar no momento em que eu estava mais rápida, forte e com as minhas habilidades no auge, assim como o meu entendimento sobre as artes marciais. Foi uma decisão dura de se tomar e para os fãs compreenderem, mas o meu corpo decidiu por mim. Colocar tudo em um livro foi a melhor forma, e a mais direta, de levar isso ao público. Preferi isso a um tweet ou uma manchete curta na internet – finalizou.

 

 

 

 

 

Fonte: Combate

COMPARTILHE

Bombando em Nocaute

1

Nocaute

Jiri Prochazka pede revanche com Alex Poatan “o mais rápido possível”

2

Nocaute

“Pensei que tinha apagado”, diz Charles do Bronx sobre Tsarukyan no UFC 300

3

Nocaute

UFC 300: Poatan nocauteia Jamahal Hill no primeiro round e pede vaga no UFC Rio

4

Nocaute

PFL: após “correria” em 2023, Bruno Robusto aposta no planejamento para faturar título

5

Nocaute

Patricky Pitbull sobre rival na estreia na PFL: “Espero que caia babando”