UFC

Thiago Marreta volta a lutar em Las Vegas 16 meses após lesão contra Jon Jones: "Passa um filme"

Brasileiro enfrenta compatriota Glover Teixeira pelo peso-meio-pesado e sonha com nova disputa de cinturão no meio-pesado. Ele surpreende e aponta Israel Adesanya como favorito contra Jan Blachowicz pelo título.

Por

Foi em 6 de julho de 2019 que Thiago Marreta virou um ídolo nacional ao sacrificar seu corpo numa acirrada luta contra o então melhor lutador peso por peso do mundo, Jon Jones. Apesar de visivelmente lesionar um dos joelhos no início da luta e lesionar também o outro no decorrer do combate, o peso-meio-pesado carioca foi até o final e saiu derrotado por decisão dividida, primeira vez que um juiz viu o campeão "Bones" como perdedor em sua carreira.

O preço cobrado pela admiração do Brasil e do mundo foram rupturas nos ligamentos de ambos os joelhos, cirurgias e uma longa reabilitação. Neste sábado, dia 7 de novembro de 2020, Marreta enfim retorna ao octógono, 16 meses depois, na mesma cidade onde enfrentou Jones e passou boa parte de sua recuperação: Las Vegas. Ele encara o compatriota Glover Teixeira na luta principal do evento no UFC Apex, localizado ao lado do Instituto de Performance do UFC, onde recebeu o apoio dos médicos e fisioterapeutas da companhia antes e depois da cirurgia.

- Com certeza, passa um filme (na cabeça). Quando cheguei aqui em Vegas e estava vindo para o hotel, falei, “Caramba”. Passamos pelo PI (Instituto de Performance), fazia esse trajeto do hotel para o PI, não conseguia nem andar direito. Tinha cadeira de rodas, depois muleta... Passou o filme todo de novo na cabeça. Venho muito feliz por poder estar de volta, poder estar lutando. Estou 100% recuperado, me sentindo muito bem. Estou muito feliz de estar voltando e fazer o que amo fazer - contou Marreta ao Combate.

É bom que Marreta esteja mesmo 100%, porque do outro lado do cage estará um Glover Teixeira em grande fase. O veterano de 41 anos de idade venceu suas últimas quatro lutas de forma convincente, incluindo um nocaute técnico contra Anthony Smith em maio passado.

- O Glover é um cara muito experiente, né, tem bastante lutas, já passou por tudo no octógono. Eu acho que ele vai usar a experiência dele, tentar encontrar brechas, ver onde é o melhor cenário para ele lutar, seja em pé ou no chão. Acho que a luta vai ser bem interessante. Ela não vai ser só em pé, mas também não quer dizer que o Glover já vai começar a luta tentando me botar pra baixo. Acho que ele vai sentir a luta, vai sentir onde é melhor para ele.

O combate tinha tudo para classificar o vencedor a uma disputa de cinturão contra o recém-coroado campeão Jan Blachowicz, já que Marreta é o primeiro colocado do ranking dos meio-pesados (até 93kg) e Glover, o terceiro. Contudo, o presidente do UFC, Dana White, anunciou no fim de semana passado que Israel Adesanya, campeão do peso-médio (até 84kg), vai subir de categoria para ser o primeiro desafiante de Blachowicz.

Marreta não está 100% convencido que Adesanya vai mesmo ser o próximo a disputar a cinta de 93kg, mas admitiu que o lutador nigeriano, na sua leitura, será o favorito contra o polonês caso a luta se concretize.

- Tudo pode acontecer. O Dana White falou que o vencedor desta luta lutaria pelo cinturão, agora falou que o Adesanya vai lutar… Tudo pode mudar, tudo muda a todo instante. Não tem nada definido ainda. Mas respondendo à sua pergunta, se o Adesanya subir, acho que ele leva uma certa vantagem contra o Blachowicz. Eu acho, ele leva um pouquinho de vantagem. Encaixe de jogo é melhor para o Adesanya.

Caso Marreta vença Glover e Adesanya não suba de categoria, o lutador carioca não vai encontrar o mesmo campeão no octógono. Jon Jones abriu mão do cinturão para subir ao peso-pesado (até 120kg) e buscar um segundo título. O foco de Marreta é em se consagrar campeão, mas ele também sonha em, no futuro, fazer a revanche contra "Bones" - desta vez, em plenas condições de saúde.

- Todo mundo quer ver esta luta, eu também, mas eu quero me tornar campeão, esse é meu foco principal. Mas claro, um dia enfrentar ele de novo, e ter esta luta até o final, com o joelho bom, é uma coisa que a gente queria ver o que iria acontecer - concluiu Marreta.

Fonte: Combate.com

Comentários (0)

Comentar

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal ClickPB não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.

Destaques

ver blog →

Curtis Blaydes menospreza Derrick Lewis: "Ele é previsível, só tem um golpe"

Deiveson Figueiredo revela mágoa com Brandon Moreno: "Não vejo nível nele. Vou nocautear"

Maurício Shogun prega respeito a Paul Craig, e garante: “Nunca estive tão bem no UFC”

Glorinha de Paula vence e assina com o UFC, contender series termina com 37 contratados