UFC

Tony Ferguson exalta Justin Gaethje, detona Khabib e garante: "Sou o campeão. Bati o peso"

Americano diz que luta no UFC 249 é para trazer esperança às pessoas durante pandemia do novo coronavírus: "Não fujo de tempestades, corro em sua direção".

Por

No último dia 18 de abril, Tony Ferguson deveria estar entrando no octógono para fazer sua tão aguardada disputa de cinturão do UFC contra Khabib Nurmagomedov, atual campeão peso-leve da companhia. A pandemia do novo coronavírus, contudo, forçou mudanças nos planos do Ultimate. O UFC 249 foi adiado para o próximo sábado, em Jacksonville (EUA), e, com Khabib impedido de deixar a Rússia, Justin Gaethje foi chamado para substituí-lo.

Agora, a luta valerá o cinturão interino dos leves. Será o primeiro grande evento esportivo nos EUA em quase dois meses, e Ferguson questiona o comprometimento do arquirrival russo, que publicou em suas redes sociais mensagens questionando por que deveria lutar em meio a uma pandemia global.

- Khabib é um frouxo, Justin é legal. Justin assinou o contrato e vamos lutar como homens. (…) Você não é uma águia. Se você for uma águia, então tenha culhão de vir aqui, cara. Não precisava ir para lá (Rússia). Nós temos dois caras aqui dispostos a arriscar tudo para manter os esportes na ativa - disparou Tony Ferguson em entrevista por telefone ao Combate, fazendo referência ao apelido de "Águia" de Nurmagomedov.

No sábado, Ferguson terá a oportunidade de obter um feito inédito: se tornar o primeiro lutador a conquistar um cinturão interino duas vezes. Ele já foi campeão interino entre 2017 e 2018, enquanto Conor McGregor, então campeão, estava afastado do esporte. No entanto, o americano afirma que merece ser declarado o dono da divisão por W.O.

Apesar das muitas cutucadas em Khabib, Ferguson está focado em lutar em Jacksonville no próximo sábado, contra Justin Gaethje. "El Cucuy" exaltou o adversário e previu um confronto explosivo.

- Justin é um lutador muito forte, muito perigoso. Tem boas mãos, tem um condicionamento decente. (...) Ele vai estar pronto, e ele vai fazer o que for preciso para sair com a vitória. Ele vai bater o peso, diferentemente de outras pessoas, e treina até cansar. Não vai ter surpresa, as pessoas vão ver uma luta muito, muito boa - analisou Ferguson.

O que motiva Tony Ferguson a entrar no octógono no próximo sábado, contudo, é dar um exemplo de resiliência durante um momento de dificuldade e dúvida para o mundo. Apesar de garantir que sua rotina não mudou por causa da pandemia, o americano entende que o resto da população está em busca de inspiração para encarar os dias atuais de incerteza.

- É para dar esperança às pessoas. Estamos dando um pouco de luz, de energia para as pessoas seguirem em frente, para que as pessoas saibam que as coisas podem acontecer mesmo quando estão difíceis. (...) Sou um campeão. Não fujo de tempestades, corro em sua direção. Enfrento essas coisas de frente. Tenho minha fé, que me mantém forte. Não importa o que mais esteja acontecendo no mundo. Sempre precisa haver um cara forte, um soldado, uma pessoa para enfrentar, e farei isso.

Mas não podia faltar uma última espetada no campeão linear...

- Acho que esse cara vai se aposentar. Ele deveria parar como eu falei para ele. Sou um atirador de elite, ele não quer encarar isso - concluiu.

UFC 249        
9 de maio de 2020, em Jacksonville (EUA)
CARD PRINCIPAL (23h, horário de Brasília):            
Peso-leve: Tony Ferguson x Justin Gaethje
Peso-galo: Henry Cejudo x Dominick Cruz
Peso-pesado: Francis Ngannou x Jairzinho Rozenstruik
Peso-pena: Jeremy Stephens x Calvin Kattar
Peso-pesado: Greg Hardy x Yorgan De Castro
CARD PRELIMINAR (19h30, horário de Brasília):      
Peso-leve: Donald Cerrone x Anthony Pettis
Peso-pesado: Alexey Oleynik x Fabricio Werdum
Peso-palha: Carla Esparza x Michelle Waterson
Peso-médio: Ronaldo Jacaré x Uriah Hall
Peso-meio-médio: Vicente Luque x Niko Price
Peso-pena: Charles Rosa x Bryce Mitchell
Peso-meio-pesado: Ryan Spann x Sam Alvey

Fonte: combate.com

Comentários (0)

Comentar

Destaques

ver blog →

Dana White diz que Jon Jones pediu "quantia absurda de dinheiro" para enfrentar Ngannou

Ultimate anuncia luta entre José Aldo e Petr Yan pelo cinturão vago do peso-galo

Vitor Belfort quer fazer dupla com Mike Tyson em evento de luta-livre nos Estados Unidos

Wanderlei Silva conta ter aceitado R$ 54 mi para enfrentar Mike Tyson: "Só não sai se ele não quiser"