UFC

Treinador de Khabib coloca St-Pierre como o único capaz de tirar o russo da aposentadoria, mas frisa: ‘Ele tem que pedir permissão à mãe’

A luta entre Khabib e McGregor, em 2018, foi o recorde de vendas de pay-per-view da história do UFC (2,4 milhões de pacotes vendidos).

Por

Em outubro de 2020, Khabib Nurmagomedov finalizou Justin Gaethje, em Abu Dhabi, e anunciou que estava se aposentando do MMA após a morte do pai, Abdulmanap Nurmagomedov. Mais de três meses após a decisão, o russo segue como primeiro lugar no ranking peso-por-peso e como campeão dos leves. Dana White, presidente do Ultimate, fez campanha pública para “The Eagle” desistir da aposentadoria e esperava uma vitória de Conor McGregor sobre Dustin Poirier, no último mês de janeiro, para uma revanche histórica entre os dois. Mas, o irlandês foi nocauteado pelo americano, frustrando os planos do “Big Boss”.

À Submission Radio, Javier Mendez, treinador de Khabib na AKA, afirmou que o único lutador capaz de tirar Nurmagomedov da aposentadoria é Georges St-Pierre, ex-campeão dos meio-médios e médios do UFC. Segundo o técnico, ainda é preciso pedir autorização à mãe de “The Eagle” para um retorno ao octógono.

“Mas se eles puderem colocar o Georges St-Pierre na mesa, talvez haja uma chance. E não estou dizendo que vai acontecer, porque não sei, mas estou apenas dizendo que GSP pode ser o único (que mude a ideia de Khabib voltar). Sempre pensei que era GSP, porque era isso que seu pai queria, e acho que se eles conseguirem resolver isso e ele conseguir a permissão de sua mãe, acho que pode funcionar. Mas eu não acho que mais ninguém (outro lutador) vai funcionar”, disse o treinador sobre o canadense.

A luta entre Khabib e McGregor, em 2018, foi o recorde de vendas de pay-per-view da história do UFC (2,4 milhões de pacotes vendidos). Dana, de olho em quebrar a marca, gostaria de uma segunda luta, assim como o próprio irlandês. Mas, Khabib, que saiu vitorioso e com uma performance dominante, não se entusiasma com a possibilidade. O russo apresenta um incrível cartel de 29 vitórias e nenhuma derrota.

“Você nunca terá aquela revanche (contra o Conor McGregor). Assim como você nunca vai ter a luta entre Tony (Ferguson) e Khabib. Isso nunca vai acontecer também. Não vão acontecer essas lutas. Quer dizer, Khabib não precisa disso. Ele parece realizado. E como eu disse, acho que a única parte interessante para ele é o que o pai queria, o Georges St-Pierre. Eu já disse isso muitas vezes”, concluiu o treinador.

Um dos maiores nomes da história do MMA, St-Pierre, que se aposentou pela segunda vez em 2019, declarou diversas vezes que gostaria de enfrentar Khabib, mas não teve o pedido atendido pela companhia.

Fonte: Tatame.com

Comentários (0)

Comentar

Destaques

ver blog →

Megan Anderson cita envergadura e potência física como desafios a Amanda Nunes no sábado

Às vésperas de defesa de título no UFC, Amanda Nunes admite: "Já fiz tudo o que queria no esporte"

Jon Jones ironiza luta peso-pesado no UFC: "Melhor esses meninos se acostumarem a acelerar o ritmo"

Dana White: Jéssica Bate-Estaca desafia Valentina Shevchenko pelo cinturão no UFC 261