Nocaute

UFC 295: Jon Jones se lesiona, e luta de Poatan vira evento principal

Com isso, a disputa do cinturão vago dos meio-pesados, entre o brasileiro Alex "Poatan" Pereira e o tcheco Jiri Prochazka, foi promovida à posição de evento principal da noite.

UFC 295: Jon Jones se lesiona, e luta de Poatan vira evento principal

A tão esperada luta entre Jon Jones e Stipe Miocic pelo cinturão peso-pesado do UFC vai ter que esperar ainda mais. O presidente do Ultimate, Dana White, anunciou na noite de terça-feira que Jones, atual campeão da categoria, sofreu uma lesão séria e que sua luta contra Miocic, marcada para o UFC 295 no próximo dia 11 de novembro, em Nova York, foi cancelada. Com isso, a disputa do cinturão vago dos meio-pesados, entre o brasileiro Alex “Poatan” Pereira e o tcheco Jiri Prochazka, foi promovida à posição de evento principal da noite.

Além disso, uma disputa de cinturão interino dos pesados, entre o russo Sergei Pavlovich e o inglês Tom Aspinall, foi agendada para o mesmo card. O anúncio foi feito em post no X (antigo Twitter); no vídeo, aparece o momento em que Jones sofre a lesão no peitoral.

– Jon Jones estava treinando ontem (segunda) à noite, se lesionou. Ele estava fazendo wrestling e rompeu o tendão que conecta o peitoral ao osso, saiu do osso. (Fora por) Oito meses, vai precisar de cirurgia. Ele está fora – disse White.

Não ficou claro se foi oferecido a Stipe Miocic a opção de permanecer no evento e disputar o cinturão interino dos pesados, ou se foi decisão do UFC guardá-lo para uma eventual luta contra Jones quando este se recuperar. Ex-campeão da categoria, Miocic já deu declarações em que deixou em aberto a possibilidade de se aposentar após enfrentar o atual campeão linear.

Sem Jones x Miocic, a luta entre Poatan e Prochazka pelo cinturão linear dos meio-pesados (93kg) ganhou maior importância na programação. Ex-campeão dos médios (83,9kg), Poatan venceu Jan Blachowicz em sua estreia na divisão de cima, em julho, e se credenciou à disputa do título, que ficou vago em virtude de uma lesão sofrida pelo campeão Jamahal Hill. Prochazka era o campeão antes de Hill, mas também precisou vagar o cinturão devido a uma lesão no ombro e agora retorna direto na luta pelo troféu.

Com a expectativa de uma longa recuperação para Jones, o Ultimate optou por colocar um cinturão interino em jogo no peso-pesado. O russo Sergei Pavlovich é o segundo colocado do ranking da categoria no UFC e tem um cartel de 18 vitórias e apenas uma derrota. Seu único revés foi para Alistair Overeem em sua estreia na companhia; desde então, venceu seis lutas consecutivas, todas por nocaute.

O britânico Tom Aspinall é o quarto colocado do ranking. Seu cartel aponta 13 vitórias e três derrotas, e todas as suas lutas foram definidas por nocaute ou finalização. No UFC, seu cartel é idêntico ao de Pavlovich: seis triunfos e um revés, sendo este último quando sofreu uma lesão no joelho no início da luta contra Curtis Blaydes e foi forçado a se retirar. Após um ano em recuperação, Aspinall retornou em julho com um nocaute rápido contra Marcin Tybura.

Fonte: Combate.com

COMPARTILHE

Bombando em Nocaute

1

Nocaute

Popó quer luta de despedida no FMS: “Quero brincar e me divertir”

2

Nocaute

Bellator 302: Patrício Pitbull defende cinturão contra Jeremy Kennedy

3

Nocaute

“Luta mesmo não teve”, diz Junior Cigano sobre Popó x Bambam

4

Nocaute

Claressa Shields provoca Cris Cyborg: “Ela não pode me vencer”

5

Nocaute

Popó x Bambam: tetracampeão nocauteia ex-BBB em 36 segundos