UFC

Às vésperas de estrear em Brasília pelo UFC, Renato Moicano vive momento especial: "Muito feliz"

Pai de primeira viagem, com dez anos de carreira a serem completados logo após a luta de sábado, e em nova categoria, lutador candango enfrenta bósnio Damir Hadzovic.

Por

Renato Moicano lutará no próximo sábado pela primeira vez pelo UFC na cidade onde nasceu. Mas não só isso. Aos 30 anos, subirá do peso-pena (até 66kg) para o peso-leve (até 70kg), e completará dez anos de carreira dias depois de enfrentar o bósnio Damir Hadzovic. Para completar, o pequeno Isaac - com poucas semanas de nascido - o espera junto com a mãe Priscila nos Estados Unidos, onde começaram uma vida nova.

- O que eu quero é que essa carreira vá por muitos anos ainda, mais 10, mais 20... O único sentimento que quero ter é aquele lá do começo, de competir e me divertir. Competir é a graça. Esses dez anos passaram num piscar de olhos, nem vi, e com filho então... Realmente estou muito feliz - afirmou, numa conversa exclusiva com o Combate.

Apesar de ser a primeira vez pelo UFC em Brasília, Renato Moicano lutou na cidade no Shooto Brasil, em 2012, quando empatou com Felipe Fróes. De volta, ele não esconde que quer mostrar serviço para muitos que duvidaram onde chegaria.

- O que estou sentindo sobre lutar em Brasília: quando comecei a treinar boxe, MMA, nada disso tinha a ver com os outros, com ser bom, gostava de fazer aquilo. Quando comecei a competir foi a mesma coisa, fiz não porque queria fama ou dinheiro, adorava MMA como ainda adoro. Mas, ao mesmo tempo, as oportunidades eram muito difíceis, não sabia se chegaria ao UFC. Só tive uma luta na minha cidade, e sinto que será como a realização de um sonho. Muitos duvidaram que eu seria lutador de MMA. Quero mostrar para essas pessoas em Brasília que estou chegando numa categoria nova e chegando para ir nas cabeças. Não estou só para figurar, meu sonho é ser campeão - afirmou, ainda antes de saber da mudança do evento, que agora terá portões fechados por conta da pandemia do Coronavírus.


Fonte: combate.com

Comentários (0)

Comentar

Destaques

ver blog →

Infectados com Covid-19, atleta do MMA, Erick Silva e família se recuperam bem da doença: "Mais tranquilo"

Em quarentena, Cowboy valoriza bolsa do UFC após salvar emprego com vitória: "Ajudando muito"

Conor McGregor critica decisão de Khabib Nurmagomedov de sair de luta do UFC 249: "Parabéns Tony"

Khabib desabafa e descarta luta contra Ferguson no UFC 249: "Coloquem-se no meu lugar"