UFC

Yoel Romero fatura R$ 110 milhões após vencer processo contra empresa de suplementos

O total concedido a Romero – são 3 milhões de dólares por salários perdidos, 3 milhões de dólares por danos à sua reputação, 3 milhões de dólares por danos emocionais, e tudo isso multiplicado por três.

Por

Sem entrar no octógono desde junho do ano passado, Yoel Romero recebeu uma grande notícia na última terça-feira (28). No ano de 2015, o lutador cubano acabou sendo flagrado em um exame antidoping realizado pela USADA e foi suspenso por seis meses do UFC. Tempos depois, Romero conseguiu provar sua inocência após mostrar que ingeriu suplementos contaminados, no entanto, perdeu meses importantes de sua carreira.

Desta forma, ele moveu um processo contra a empresa “Gold Star Performance Products”, responsável pelos produtos que causaram seu doping, e teve um resultado significativo. O veterano ganhou a causa e terá que receber 27,5 milhões de dólares (cerca de R$ 110 milhões), segundo disse Abraham Kawa, empresário do atleta, ao jornalista Ariel Helwani.

“27,45 milhões de dólares (cerca de R$ 110 milhões) é o total concedido a Romero – são 3 milhões de dólares por salários perdidos, 3 milhões de dólares por danos à sua reputação, 3 milhões de dólares por danos emocionais, e tudo isso multiplicado por três pelo Estado de Nova Jersey”, detalhou Abraham, em declaração à ESPN americana.

Vale ressaltar que Yoel Romero tem luta marcada contra o brasileiro Paulo Borrachinha no card do UFC 241, marcado para o dia 17 de agosto, em Anaheim (EUA). Atualmente com 42 anos, o cubano possui um cartel de 13 vitórias e três derrotas no MMA profissional.

Fonte: Tatame.com

Comentários (0)

Comentar

Destaques

ver blog →

TJ Dillashaw quebra o silêncio sobre doping, revela motivo e diz: ‘Eu trapaceei e fui pego’

Lyoto encaixa duas joelhadas voadoras e abre caminho para nocaute sobre Chael Sonnen

Com cinturão em jogo, Neiman luta para fazer história no Bellator

Bate-Estaca defenderá título do UFC pela primeira vez com Weili Zhang