Brasil

Alckmin anuncia novos nomes do gabinete de transição do governo Lula

No grupo de Esporte, foram chamados a ex-jogadora de vôlei Ana Moser e o ex-jogador de futebol Raí. Já o grupo de Cidades contará com o ex-governador de São Paulo Márcio França (PSB).

Alckmin anuncia novos nomes do gabinete de transição do governo Lula

O vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin, anuncia novos nomes que integrarão a transição. — Foto:Reprodução/TV Globo

O vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB), anunciou na tarde desta segunda-feira (14) novos nomes que irão integrar as equipes técnicas do governo de transição do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

No grupo de Esporte, foram chamados a ex-jogadora de vôlei Ana Moser e o ex-jogador de futebol Raí. Já o grupo de Cidades contará com o ex-governador de São Paulo Márcio França (PSB), e com o prefeito de Recife, João Campos (PSB).

Segundo o blog da jornalista Andreia Sadi, Alckmin convidou os médicos Ludhmila Hajjar, Miguel Srougi e Roberto Kalil para a área da saúde, mas os nomes ainda não foram anunciados oficialmente. Os três são professores da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP).

A equipe de transição está prevista em lei e serve para que seus membros tenham acesso a documentos e informações do atual governo.

Lula viajou na manhã desta segunda para o Egito, onde participará da COP 27, a Conferência do Clima da Organização das Nações Unidas (ONU). Ele deixou sua residência na capital paulista e pegou um avião no Aeroporto Internacional em Guarulhos, na Grande São Paulo.

Equipe de transição
A equipe de transição de Lula foi dividida em 31 áreas temáticas. O presidente eleito tem o direito de nomear 50 cargos remunerados, além de contar com trabalho de voluntários.

Alguns dos grupos técnicos já tiveram sua composição publicada no Diário Oficial da União. Também integram o gabinete de transição os grupos de coordenação Executiva, Articulação Política, Grupos Técnicos, Organização da Posse e Conselho Político.

Veja a lista dos novos nomes da equipe de transição que já foram anunciados. Eles não necessariamente continuarão no novo governo, mas alguns podem assumir ministérios ou secretarias:

Coordenação executiva
Floriano Pesaro, ex-deputado federal;
Coordenação de articulação política
Gleisi Hoffman, presidente nacional do PT
Coordenação de grupos técnicos
Aloizio Mercadante, um dos fundadores do PT
Coordenação de organização da posse
Rosângela Silva, a Janja, esposa de Lula, futura primeira-dama e socióloga
Grupos técnicos:
Assistência social
Simone Tebet (MDB);
Márcia Lopes, assistente social e professora;
Tereza Campello, economista;
André Quintão, deputado estadual.
Cidades e Habitação
Guilherme Boulos, deputado federal eleito (PSOL);
Márcio França (PSB), ex-governador de São Paulo;
Ermínia Maricato, arquiteta e urbanista;
Evanise Lopes Rodrigues, mestre em urbanismo;
Geraldo Magela, ex-deputado federal;
Inês Magalhães, ex-ministra das Cidades;
João Campos (PSB), prefeito de Recife;
José de Filippi (PT), prefeito de Diadema;
Comunicações
Paulo Bernardo, ex-ministro das Comunicações;
Jorge Bittar, ex-deputado federal;
Cezar Alvarez, ex-secretário do Ministério de Comunicações;
Alessandra Orofino, especialista em economia e direitos humanos formada na Universidade de Columbia.
Desenvolvimento Regional
Randolfe Rodrigues, senador (Rede Sustentabilidade-AP);
Direitos Humanos
Maria do Rosário, deputada federal e ex-ministra de Direitos Humanos;
Silvio Almeida, advogado;
Luiz Alberto Melchetti, doutor em economia;
Janaína Barbosa de Oliveira, representante do movimento LGBTQIA+;
Rubens Linhares Mendonça Lopes, do setorial do PT para pessoas com deficiência;
Emidio de Souza, deputado estadual (SP);
Maria Victoria Benevides, socióloga, professora doutora.
Economia
André Lara Resende, economista;
Guilherme Mello, economista;
Nelson Barbosa, economista;
Pérsio Arida, economista.
Educação
Henrique Paim, ex-ministro da Educação;
Andressa Pellanda, coordenadora da Campanha pelo Direito à Educação;
Alexandre Schneider, ex-secretário municipal de Educação de São Paulo;
Binho Marques, ex-governador do Acre;
Claudio Alex, presidente Conif;
Heleno Araújo, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE);
Macaé Evaristo, deputada federal eleita por MG;
Maria Alice Setubal, presidente do Conselho Consultivo da Fundação Tide Setubal;
Paulo Gabriel, ex-reitor da UFRB;
Priscila Cruz, presidente executiva do Todos Pela Educação;
Ricardo Marcelo Fonseca, presidente da Andifes;
Rosa Neide
Teresa Leitão
Esporte
Ana Moser
Edinho Silva
Isabel salgado
José Luís Ferraresi
Marta Sobral
Mizael Conrado
Nádia Campeão
Raí Souza de Oliveira
Verônica Silva Hipólito
Infraestrutura
Alexandre Silveira
Gabriel Galipolo
Maurício Muniz
Miriam Belchior
Paulo Pimenta
Vinicius Marques
Fernanda Batista
Marcos Cavalcante
Juventude
Bruna Chaves Velaz
Gabriel Medeiros de Miranda
Gilberlândio Miranda Santana
Keli dos Santos Araújo
Marcos Barão
Nádia Beatriz Martins Garcia Pereira
Nilson Florentino Júnior
Thiago Augusto Morbac
Sabrina Santos
Igualdade Racial
Nilma Lino Gomes, ex-ministra de Igualdade Racial;
Givânia Maria Silva, quilombola e doutora em sociologia;
Douglas Belchior, professor;
Thiago Tobias, do Coalizão Negra;
Ieda Leal, Movimento Negro Unificado (MNU);
Martvs das Chagas, secretário do Planejamento de Juiz de Fora;
Preta Ferreira, movimento negro e movimento de moradia.
Indústria, Comércio e Serviços
Germano Rigotto, ex-governador do Rio Grande do Sul;
Jackson Schneider, executivo da Embraer e ex-presidente da Anfavea;
Rafael Lucchesi, diretor-geral do Senai Nacional;
Marcelo Ramos, deputado federal (AM);
Pequenas Empresas
Paulo Okamotto, ex-presidente do Sebrae e do Instituto Lula;
Paulo Feldmann, professor da USP;
Tatiana Conceição Valente, especialista em economia solidária;
André Ceciliano, presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).
Mulheres
Anielle Franco, diretora do Instituto Marielle Franco e irmã da vereadora morta;
Roseli Faria, economista;
Roberta Eugênio, mestre em direito, pesquisadora do Instituto Alziras e ex-assessora de Marielle Franco;
Maria Helena Guarezi, ex-diretora de Itaipu e amiga pessoal de Janja;
Eleonora Menicucci, ex-ministra da Secretaria de Política para Mulheres;
Aparecida Gonçalves, ex-secretária Nacional da Violência contra a Mulher.
Planejamento, Orçamento e Gestão
Guido Mantega, ex-ministro da Fazenda;
Enio Verri, deputado federal (PT-PR);
Esther Dweck, economista e professora da UFRJ;
Antonio Corrêa de Lacerda, presidente do Conselho Federal de Economia.
Saúde
Humberto Costa, senador (PT)
Conselho político de transição
Antônio Brito, deputado federal (PSD);
Carlos Siqueira, presidente PSB;
Daniel Tourinho, presidente do Agir;
Felipe Espírito Santo, direção do Pros;
Guilherme Ítalo, direção do Avante;
Jader Barbalho, senador (MDB);
Jefferson Coriteac, vice-presidente do Solidariedade;
José Luiz Penna, presidente do PV;
Juliano Medeiros, presidente do PSOL;
Luciana Santos, presidente do PC do; B;
Renan Calheiros, Senador do MDB;
Wesley Diógenes, porta-voz da Rede;
Wolney Queiroz, deputado federal (PDT).

COMPARTILHE

Bombando em Brasil

1

Brasil

‘Inflação do churrasco’: Cerveja fica mais cara e pesa no bolso do brasileiro

2

Brasil

Embaixador de Israel diz estar desapontado por Brasil não “condenar” ataque do Irã a Israel

3

Brasil

Policial militar é encontrado morto dentro de mala de carro no Rio de Janeiro

4

Brasil

Escritora faz primeiro post após ataque de pitbulls e diz que está bem

5

Brasil

Avô é preso suspeito de estuprar neta para ‘curá-la’ de sua orientação sexual em Minas Gerais