Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

CPI Covid

Aziz diz que ex-diretor da Saúde omitiu informações da CPI e fez 'dossiê para se proteger'

Presidente da CPI da Covid fez afirmações durante o depoimento de Roberto Dias, ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde. Dias não respondeu às declarações de Aziz.

O senador Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI da Covid. (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)

Por

O presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), afirmou nesta quarta-feira (7) que o ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde Roberto Dias omitiu informações da CPI e elaborou um "dossiê para se proteger".

Aziz fez as afirmações durante o depoimento de Roberto Dias à comissão. O ex-diretor foi convocado a dar explicações sobre as acusações de que teria pedido propina de US$ 1 por dose de vacina em negociações e teria pressionado um servidor do ministério a agilizar a aquisição da Covaxin, vacina produzida na Índia. Dias nega as duas acusações.

Senadores que integram o grupo majoritário da CPI demonstraram insatisfação com o depoimento de Ferreira Dias nesta quarta-feira. Para os parlamentares, o ex-diretor do Ministério da Saúde não deu os esclarecimentos necessários.

"A paciência de todo mundo tem limite. Te botaram numa encrenca tão grande, e não foi você que entrou. Alguém te botou nessa encrenca, e você não está querendo falar para a CPI", afirmou Omar Aziz ao ex-diretor.

"O senhor sabe que o senhor fez um dossiê para se proteger. Estou afirmando, não estou achando. Sabemos onde está este dossiê e com quem está", acrescentou o presidente da CPI.
Roberto Dias não respondeu às declarações de Omar Aziz.

Em outro momento do depoimento, o presidente da CPI indicou a possibilidade de Roberto Dias ter armazenado, em outro país, um conjunto de informações.

Aziz também perguntou a Roberto Dias se ele ou o ex-secretário-executivo do Ministério da Saúde Elcio Franco receberam alguma ordem do ex-ministro Eduardo Pazuello e não cumpriram por não ser "correta". Roberto Ferreira Dias, então, respondeu não se lembrar.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Governador do Amazonas vira réu no STJ por fraude na compra de respiradores

Internado, Pelé assiste a jogo entre Brasil e Argentina no futebol feminino

Integrante da comitiva de Bolsonaro em Nova York recebe diagnóstico de Covid

Renan adia relatório da CPI da Covid após ação contra Precisa e suspeitas sobre Prevent Senior