Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

Ouça

Caso DJ Ivis: aúdios vazados revelam chantagem e ameaças de Pamella Holanda

Em certo momento da conversa pode-se ouvir o DJ Ivis dizendo que ofereceu todas as alternativas para se separar de Pamella.

Por

Aúdios vazados nesta sexta-feira (23) e que viralizaram nas redes sociais mostram uma conversa do DJ Ivis com sua ex-esposa, Pamella Holanda. Neles, a ex-mulher do artista faz chantagem e ameaça se matar junto com a filha.

Em certo momento da conversa pode-se ouvir o DJ Ivis dizendo que ofereceu todas as alternativas para se separar de Pamella. "Eu já disse pra você: Pamela, vai, leva Mel. Fica com esse apartamento. E você não quis nada", disse DJ Ivis, conforme apurou o ClickPB.

Pamella responde na sequência: "Se tu sair eu me mato junto com ela. Quem não tem mais o que perder sou eu."

Entenda o caso

Pamella Holanda procurou uma delegacia do Ceará, onde morava com o marido, DJ Ivis, para denunciar que foi agredida por ele no dia 1° de julho. No dia 4, foi emitida uma medida protetiva para Pamella e sua filha Mel, de apenas nove meses. O caso, porém, só chegou aos meios de comunicação no dia 11 de julho, quando Pamella divulgou vídeos que mostram o DJ agredindo-a.

Em resposta, o DJ Ivis disse que não aguentava mais as ameaças da mulher, que não queria se separar dele e ameaçava se matar junto com a filha. O DJ acabou sendo preso no último dia 14 de julho.

LEIA TAMBÉM:


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Noivos passam mal antes do casamento, e ex-namorada é suspeita de envenenar casal

Covid-19: Brasil tem 15,7 mil novos casos e 537 mortes em 24 horas

Polícia Federal recupera garrafas de vinho, avaliadas em R$ 60 mil, furtadas do Ministério das Relações Exteriores

Uber diz que baniu 1.600 motoristas por cancelamento de viagem