Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

Mudança

Chanceler exonera diplomata que fez de braço de estudos do Itamaraty reduto olavista

Na gestão de Goidanich, a fundação se transformou num reduto de seguidores do escritor Olavo de Carvalho e blogueiros de direita.

Goidanich assumiu a Funag na gestão do olavista Ernesto Araújo — demitido em março — à frente do Itamaraty. (Foto: Reprodução)

Por

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) — O chanceler Carlos França exonerou nesta segunda (12) o ministro de segunda classe Roberto Goidanich da presidência da Funag (Fundação Alexandre de Gusmão), braço de estudos e debates do Itamaraty.

Na gestão de Goidanich, a fundação se transformou num reduto de seguidores do escritor Olavo de Carvalho e blogueiros de direita. Para o lugar do diplomata foi escolhida a embaixadora Márcia Loureiro, cônsul-geral do Brasil em Los Angeles, nos EUA. A troca foi publicada no "Diário Oficial da União" desta segunda-feira, em portarias assinadas pelo ministro da Casa Civil, general Luiz Eduardo Ramos.

Goidanich assumiu a Funag na gestão do olavista Ernesto Araújo — demitido em março — à frente do Itamaraty. Durante o período, o órgão promoveu debates com bolsonaristas como o youtuber Bernardo Kuster e o blogueiro Allan dos Santos. As conferências com nomes conservadores começaram em 2019 e ganharam fôlego renovado durante a pandemia da Covid-19.

Desde que assumiu o comando do Ministério das Relações Exteriores, França tem mudado a orientação da pasta para uma postura pragmática. Em seu primeiro discurso após assumir o cargo, em abril, prometeu engajar o Itamaraty numa "verdadeira diplomacia da saúde" e colocou o desenvolvimento sustentável como uma das prioridades da sua gestão, em acenos ao Congresso e aos EUA de Joe Biden.

De partida, França sinalizou que realizaria mudanças pontuais no segundo escalão do Itamaraty.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

DJ Ivis tem liberdade concedida pela Justiça cearense após ser preso por agressão à ex-mulher Pamella Holanda

Filiação de Moro ao Podemos é marcada para 10 de novembro

Governo deve se reunir com caminhoneiros na próxima semana

Guedes diz que ala política fez pescaria e sondou colocar Mansueto no seu lugar