Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

Brasil

Com dívida de R$ 3 milhões em pensão, goleiro Bruno compra carro de luxo enquanto amigos de avó fazem rifa para comprar material escolar de Bruninho

Apesar de dever cerca de R$ 3 milhões em pensão alimentícia para o filho Bruninho Samudio, ele agora anda a bordo de um automóvel de R$ 80 mil.

O modelo, um Kia Sorento 2013 foi adquirido numa revenda da cidade onde ele mora. (Foto: Reprodução)

Por

Morando em Cabo Frio, na Região dos Lagos, onde cumpre pena em regime aberto pelo assassinato de Eliza Samudio, Bruno Fernandes, o Goleiro Bruno, está de carro novo. Apesar de dever cerca de R$ 3 milhões em pensão alimentícia para o filho Bruninho Samudio, ele agora anda a bordo de um automóvel de R$ 80 mil.

O modelo, um Kia Sorento 2013 foi adquirido numa revenda da cidade onde ele mora.

A empresa fez questão de postar o cliente famoso em seus stories, mas rapidamente apagou a foto de Bruno, a mulher Ingrid Calheiros e a filha dos dois.

Aos 11 anos, Bruninho Samudio vai cursar a sétima série em 2022. O garoto, fruto de um relacionamento entre Eliza e o goleiro, tem bolsa integral numa das melhores escolas particulares de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, onde mora. Com o ano letivo terminando, é hora de comprar novos materiais e o uniforme escolar. O que vem tirando o sono de Sônia Moura, avó do garoto.

"Chega essa época e tenho que comprar os livros didáticos, material para ele, uniforme... É um gasto de quase R$ 2 mil reais", contabiliza.

Sem uma fonte de renda regular, Sônia e Bruninho contam com os ganhos do marido dela, tapeceiro. Este ano, a mãe de Elia até tentou tirar um extra com a plantação de milho num sítio que tem no interior do estado. "Mas foi a pior seca que já vimos e perdi tudo", lamenta.

Enquanto faz cálculos mirabolantes para conseguir arcar com o que o neto precisa, Sônia se indigna com as tentativas frustradas da Justiça em citar Bruno no processo de pensão. "Até hoje não sei como não o encontram. Ele está jogando num time amador, tem endereço fixo, e todo mês tem que se apresentar em juízo. Como pode?", questiona ela, ainda muito abalada com a história do tatuador que se "fantasiou" de goleiro Bruno carregando um saco de lixo onde se lia Eliza, numa festa de Halloween, em Manaus.

A situação de Sônia e Bruninho chamou atenção de alguns amigos, que solidários estão tentando levantar recursos que possam auxiliar nos gastos de início de semestre. A psicóloga e coach, Renata Gouvêa, que atua no estado de São Paulo, e conheceu avó e neto através dos noticiários, decidiu ela própria fazer uma rifa para ajudar o menino.

"É mérito dele ter conquistado uma bolsa integral numa escola de ponta, mérito da avó que cria o neto praticamente sozinha, pagando pelas despesas, inclusive a terapia, que até hoje o Estado não providenciou", aponta Renata: "Vamos fazer essa rifa e o que for angariado vai para que ele possa ter os livros que precisa".

Bruninho também é bolsista da escolinha de futebol na qual é goleiro na categoria de base. Até agora, o rendimento na quadra surpreende a todos, e em breve ele deverá ir para os campos, onde espera ser um dia titular na rede do São Paulo.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Eduardo Bolsonaro elogia Djokovic por não tomar vacina contra Covid

Com Covid, Olavo de Carvalho cancela transmissão de aulas online

Covid-19: Brasil recebe 2º lote de vacinas da Pfizer para crianças de 5 a 11 anos

Síndrome de Burnout é reconhecida como fenômeno ocupacional pela OMS