Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

Preparação

Corpo de Lázaro Barbosa chega a funerária do Distrito Federal e velório será restrito por questão de segurança

O suspeito de cometer chacina em Ceilândia e de uma série de outros crimes, foi morto por policiais na segunda-feira (28), em Águas Lindas de Goiás.

O corpo de Lázaro Barbosa dos Santos, de 32 anos, chegou a uma funerária do Distrito Federal, nesta quarta-feira (30), para ser preparado para o velório. (Foto: Reprodução)

Por

O corpo de Lázaro Barbosa dos Santos, de 32 anos, chegou a uma funerária do Distrito Federal, nesta quarta-feira (30), para ser preparado para o velório. O suspeito de cometer chacina em Ceilândia e de uma série de outros crimes, foi morto por policiais na segunda-feira (28), em Águas Lindas de Goiás, após uma caçada que durou 20 dias.

Lázaro estava no Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia e foi trazido para uma funerária que tem sede na Asa Sul. No entanto, o cadáver está sendo preparado em uma clínica da empresa, no Setor de Oficinas Sul, no Guará.

O velório do suspeito está previsto para esta quinta-feira (1°), em Cocalzinho (GO), em uma cerimônia restrita. Parentes dele decidiram não divulgar o horário, devido à repercussão do caso.

A preparação do corpo foi feita gratuitamente, a pedido de um advogado que auxiliava a família do suspeito. Os parentes optaram por fazer a cerimônia fúnebre com caixão aberto.

Fuga
Lázaro é apontado como principal suspeito de matar quatro pessoas da mesma família em 9 de junho, no Incra 9, em Ceilândia. Segundo investigação da Polícia Civil, ele invadiu uma chácara e assassinou Cláudio Vidal, de 48 anos, e os dois filhos dele, Gustavo Vidal, de 21, e Carlos Eduardo Vidal, de 15.

A esposa de Cláudio e mãe dos jovens, Cleonice Marques, de 43 anos, foi sequestrada pelo suspeito e encontrada morta três dias após o crime. Nesta terça-feira (29), a Polícia Civil do DF divulgou que a mulher foi assassinada com tiro no crânio e que há indícios de que tenha sofrido violência sexual.

Após a morte da família no DF, Lázaro invadiu diversas chácaras, fez uma série de reféns e deixou pelo menos quatro pessoas feridas. Ele passou 20 dias foragido e mais de 200 agentes de forças de segurança do DF, de Goiás e federais participaram da operação para encontrá-lo.

A Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO) informou que, ao todo, ele é investigado por mais de 30 delitos, no DF, GO e na Bahia. A maioria desses crimes é de latrocínio (roubo seguido de morte).

Lázaro também já havia fugido de presídios pelo menos duas vezes. Uma em 2016, quando cumpria pena em regime semiaberto no Centro de Progressão Penitenciária (CPP), em Brasília. A segunda foi em 2018, quando escapou de um presídio em Águas Lindas, por um buraco no teto.

Após ser capturado, nesta segunda, o criminoso foi atingido por vários tiros. Ele chegou a ser levado por uma viatura do Corpo de Bombeiros para o Hospital Municipal Bom Jesus. A morte foi confirmada pela Polícia Técnico-Científica de Goiás e o corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia.

Participaram da ação as polícias Civil e Militar de Goiás e do Distrito Federal, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Diretoria Penitenciária de Operações Especiais (DF) e Corpo de Bombeiros Militar (CBMGO).

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Idoso aposentado há 45 anos ganha bolo temático no Rio: 'Terror do INSS'

Cármen diz que PGR não está 'fora de supervisão' e cobra detalhes de ações contra Bolsonaro

Oposição decide ser contra PEC dos Precatórios, e governo já não conta mais com votação nesta terça

CPI da Covid pede indiciamento de 81; veja quem é quem e seus possíveis crimes