Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

Brasil

Declaração de Joe Biden sobre Amazônia foi 'desastrosa e gratuita', diz Bolsonaro

Presidente rebate afirmação do candidato Joe Biden de que poderia impor sanções caso governo brasileiro não proteja o bioma da região

Em debate na noite de ontem, o democrata prometeu US$ 20 bilhões para combater a devastação da Amazônia (Foto: Reprodução)

Por

O presidente Jair Bolsonaro mandou um recado para o candidato à presidência dos Estados Unidos Joe Biden. Em debate na noite de ontem, o democrata prometeu US$ 20 bilhões para combater a devastação da Amazônia, mas disse que haveria sanções econômicas se o governo brasileiro insistir em não proteger o bioma. 

Em uma publicação nas redes sociais, nesta quarta-feira (30), o chefe do Executivo rebateu Biden, afirmando que a soberania do Brasil é inegociável.

“Joe Biden disse ontem que poderia nos pagar US$ 20 bilhões para pararmos de "destruir" a Amazônia ou nos imporia sérias restrições econômicas. O que alguns ainda não entenderam é que o Brasil mudou. Hoje, seu presidente, diferentemente da esquerda, não mais aceita subornos, criminosas demarcações ou infundadas ameaças. NOSSA SOBERANIA É INEGOCIÁVEL”.

E prossegue o presidente:

"Meu governo está realizando ações sem precedentes para proteger a Amazônia. Cooperação dos EUA é bem-vinda, inclusive para projetos de investimento sustentável que criem emprego digno para a população amazônica, tal como tenho conversado com o presidente Trump.

- A cobiça de alguns países sobre a Amazônia é uma realidade. Contudo, a externação por alguém que disputa o comando de seu país sinaliza claramente abrir mão de uma convivência cordial e profícua.

- Custo entender, como chefe de Estado que reabriu plenamente a sua diplomacia com os Estados Unidos, depois de décadas de governos hostis, tão desastrosa e gratuita declaração.

- Lamentável, Sr. Joe Biden, sob todos os aspectos, lamentável".

LEIA MAIS: Decisão do STF sobre depoimento oral de Bolsonaro terá videoconferência ao vivo

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal ClickPB não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.

Destaque

ir para editoria →

Alexandre de Moraes é o novo relator do inquérito sobre Bolsonaro e Moro no STF

STF permite prisão domiciliar a pais e responsáveis por menores e pessoas com deficiência

Luiz Fux determina sorteio de novo relator para inquérito sobre Bolsonaro no Supremo Tribunal Federal

Embaixador do Brasil nos EUA diz que decisão sobre 5G só sairá ano que vem