Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

Brasil

Deputado recebe nudes de Vampeta ao pedir que seguidores denunciem antifascistas

Em resposta, internautas criaram uma campanha para bombardear o email do parlamentar com fotos nuas do pentacampeão mundial Vampeta.

Mais tarde, no mesmo dia, Garcia disse que "vocês pensam que me podem me fazer recuar e me calar diante de tudo isto." (Foto: Reprodução)

Por

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O deputado estadual Douglas Garcia (PSL-SP), 26, informou seu endereço de e-mail da Assembleia Legislativa nesta segunda-feira (1°), no Twitter, e pediu a seus seguidores que enviassem o nome completo de antifascistas que eles conhecem.

Em resposta, internautas criaram uma campanha para bombardear o email do parlamentar com fotos nuas do pentacampeão mundial Vampeta. Mais tarde, no mesmo dia, Garcia disse que "vocês pensam que me podem me fazer recuar e me calar diante de tudo isto."

"Senhores, o efeito foi exatamente o contrário. Grupos de extermínio a conservadores devem ser criminalizados e judicialmente extintos! Não me cansarei até botar cada antfa (vulgo fascista) na cadeia", completou.

Nesta terça-feira (2), ele afirmou que já havia recebido ao menos mil perfis com dados e fotos, e que as mandaria para a embaixada dos EUA. "Não vão poder visitar a Disney. Para atrapalhar nas denúncias, mandaram fotos do Vampeta nu. Não faz meu tipo, sou palmiteiro", disse.

Os dados de Garcia estiveram entre as informações vazadas nesta segunda-feira por um perfil que se identifica como sendo do grupo de hackers Anonymous Brasil.

O vazamento expôs informações pessoais do presidente Jair Bolsonaro e de dois de seus filhos, o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) e o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), além da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, e do ministro da Educação, Abraham Weintraub.

Em novembro, parlamentares paulistas se uniram para levar Garcia ao Conselho de Ética da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), alegando que ele defende atos de agressão e violência porque assinou uma moção de aplausos a Augusto Nunes, comentarista da rádio Jovem Pan, que bateu no jornalista Glenn Greenwald no programa Pânico.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

'Exército está se associando a genocídio' na pandemia do novo coronavírus, diz Gilmar Mendes

Idoso morre ao cair do oitavo andar de edifício

Escolhido para assumir o MEC, Ribeiro defendeu educar crianças pela 'dor'

Agência do governo encerra parceria com instituto que ajudou Facebook a derrubar páginas ligadas a Bolsonaro