Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

Violência

Dono de padaria mata padeiro a facadas após ele chegar atrasado no trabalho, diz polícia

Proprietário do estabelecimento fugiu. Caso será investigado pela Polícia Civil.

Francisco Rogério Dantas, de 45 anos, trabalhava na padaria onde foi esfaqueado. (Foto: Cedida)

Por

Um padeiro foi esfaqueado e morto na padaria onde trabalhava em João Câmara, no Agreste potiguar, nesta segunda-feira (27). De acordo com a Polícia Militar, o principal suspeito do crime é o dono do estabelecimento, que teria se desentendido com o padeiro após ele chegar atrasado no trabalho.

A vítima foi identificada como Francisco Rogério Dantas, de 45 anos. Ele foi atingido com dois golpes de faca, não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

A Polícia Militar informou que, segundo testemunhas, patrão e empregado teriam se desentendido ainda nesta segunda-feira por conta de atrasos no horário de chegada da vítima.

Após serem acionados, os militares já encontraram a vítima sem vida no estabelecimento. O proprietário fugiu.

O local do crime foi isolado pela Polícia Militar e o crime será investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa Polícia Civil (DHPP).

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal ClickPB não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2022 se encerrarem.

Destaque

ir para editoria →

Macaco-prego é encontrado baleado e com fratura exposta em Santa Catarina

Bolsonaro vai discursar no local da facada em primeiro compromisso de campanha

Defesa diz que PM atirou na cabeça de campeão de jiu-jítsu pois foi cercado por 6 lutadores; advogado quer ainda laudo do corpo

'Estava pelado e se masturbando': Mulheres que acusam juiz relatam beijos, agarrões, pedido de foto de calcinha e assédio na webcam