Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

Instagram

Eduardo Bolsonaro apaga montagem de Julian Lemos sentado na privada

A imagem faz referência a um áudio vazado em que Julian Lemos diz que "cagou e saiu" para evitar contato com o presidente Jair Bolsonaro.

A imagem foi apagada horas depois da postagem. (Foto: Rerodução)

Por

O deputado federal Eduardo Bolsonaro apagou a montagem que fez na rede social, do deputado federal, presidente do PSL na Paraíba,Julian Lemos sentado na privada.  A imagem faz referência a um áudio vazado em que Julian Lemos diz que "cagou e saiu" para evitar contato com o presidente Jair Bolsonaro.

Eduardo Bolsonaro ataca Julian Lemos e posta montagem do paraibano sentado em privada

A imagem foi apagada horas depois da postagem. 

“Bolsonaro disse [a General Ramos, ministro-chefe da Secretaria de Governo], chame ele [Julian Lemos] aqui. Eles já tinham conseguido os votos do outro lado e queriam que eu conseguisse os votos daqui. Eu: ‘não posso fazer isso’, se eu não conversar com vocês, nem com Waldir. Não faço isso. Jair me pedindo uma coisa é foda. Eu simplesmente, pedi pra cagar e saí. Não vou fazer isso, não vou”, declarou Julian, na ocasião.

Em entrevista ao ClickPB nesta sexta-feira (18), Julian adotou um tom conciliador e afirmou que esperava uma reconciliação entre Bolsonaro e Bivar, presidente nacional da sigla.

Apesar da crise, Julian Lemos acredita em reconciliação e nega boicote ao filho de Bolsonaro

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Assessoria desmente morte de Gugu Liberato; apresentador está na UTI

Após criticar países ricos, Bolsonaro agora quer US$ 50 milhões para Amazônia

Novo partido de Bolsonaro terá número 38 nas urnas e pode só disputar em 2022

Morre aos 60 anos o apresentador Gugu Liberato, diz jornal