Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

Resistindo à prisão

Escrivã da Polícia Civil é presa por embriaguez ao volante em SP

Segundo a polícia, a corporação realizava um bloqueio na avenida Brigadeiro Luís Antônio. Quando policiais deram ordem de parada à escrivã, ela desobedeceu e transpôs a barreira.

Por conta do flagrante, policiais deram voz de prisão à policial e acionaram a Corregedoria da Polícia Civil. (Foto: Pixabay/Imagem ilustrativa)

Por

Uma escrivã da Polícia Civil de folga foi presa por embriaguez ao volante e resistência à prisão, por volta das 23h dessa sexta-feira (20), quando não respeitou o pedido de parada da Polícia Militar durante uma blitz na região da Bela Vista (centro da capital paulista). A CNH (carteira de habilitação) da policial está vencida há cerca de seis anos.

Segundo a polícia, a corporação realizava um bloqueio na altura do número 2.050 da avenida Brigadeiro Luís Antônio. Quando policiais deram ordem de parada à escrivã, ela desobedeceu e transpôs a barreira. A policial foi interceptada cerca de 400 metros adiante.

Quando a policial civil foi abordada, ela apresentava "notórios sinais de influência de álcool", de acordo com a PM. Além disso, policiais verificaram que a CNH da escrivã está vencida desde 11 de junho de 2013 e que o licenciamento de seu carro, um Toyota Corolla preto, também está atrasado. A reportagem apurou que a escrivã está lotada na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

Por conta do flagrante, policiais deram voz de prisão à policial e acionaram a Corregedoria da Polícia Civil.

Resposta

A SSP (Secretaria da Segurança Pública), sob gestão João Doria (PSDB), confirmou que a policial foi presa por embriaguez ao volante e resistência à prisão. A pasta acrescentou que a escrivã foi encaminhada à Corregedoria da Polícia Civil, onde o caso foi registrado. Um inquérito policial foi instaurado para apurar o caso.

Não foi informado se a policial foi afastada de suas funções e se ela foi mantida presa.


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Caixa não tem como filtrar classe de quem pede auxílio, diz Guimarães

'Não somos leprosos', reage ministro da Itália a restrições de vizinhos europeus

Mourão vê 'baderneiros' em atos e critica comparação com nazismo e ditadura

CNI identifica 17 novas barreiras comerciais a produtos brasileiros