Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

Diário da União

Exército estabelece normas para colecionadores de armas, tiro desportivo e caça

A portaria esclarece, por exemplo, ser vedada qualquer prática com armamento objeto de coleção, exceto para realização de testes para reparo ou manutenção.

Reparos ou restaurações no armamento de coleção deverão ser feitos por armeiros credenciados (Foto: Walla Santos)

Por

Portaria do Comando do Exército, publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira, 9, estabelece normas para atividades de colecionadores de armas, tiro desportivo e caça.

A portaria esclarece, por exemplo, ser vedada qualquer prática com armamento objeto de coleção, exceto para realização de testes para reparo ou manutenção. Reparos ou restaurações no armamento de coleção deverão ser feitos por armeiros credenciados pela Polícia Federal ou pessoas registradas no Comando do Exército.

Sobre o tiro desportivo, a Portaria esclarece que o atirador desportivo é a pessoa registrada no Comando do Exército, que pratica habitualmente o tiro como esporte. É considerada a prática habitual a participação do atirador em, no mínimo, oito atividades de treinamento ou de competição em entidade de tiro, em eventos distintos, dentro de um período de doze meses. Essa habitualidade deve ser comprovada.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Olavo de Carvalho após vídeo de Roberto Alvim que evoca Goebbels: 'Talvez não esteja muito bem da cabeça'

PSDB diz que admiração por nazismo não é só de Alvim e o compara a Lula

Todos que tomaram cerveja suspeita desde outubro precisam ser observados, diz governo

Confederação Israelita diz que 'discurso nazista' de Alvim é inaceitável