acordo

Justiça autoriza Alexandre Correa a visitar filho com Ana Hickmann, por meio de terceiros

Os contatos deverão acontecer pelo intermédio de terceiros, já que a apresentadora tem uma medida protetiva para que Alexandre se mantenha distante e não faça contatos com ela.

Justiça autoriza Alexandre Correa a visitar filho com Ana Hickmann, por meio de terceiros

Agora, de acordo com o advogado Murad, o pai aguarda estar na presença do filho ainda este fim de semana, mas aguarda um retorno de Ana Hickmann e da defesa dela. ​ — Foto:reprodução

O empresário Alexandre Correa, que está em processo de divórcio de Ana Hickmann após a agressão que ela afirma ter sofrido, três semanas atrás, conseguiu na Justiça uma autorização para visitar o filho do casal, Alezinho, de 9 anos.

Os contatos deverão acontecer pelo intermédio de terceiros, já que a apresentadora tem uma medida protetiva para que Alexandre se mantenha distante e não faça contatos com ela.

O aval foi registrado em decisão proferida na sexta-feira pela 1ª Vara Criminal e de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher de Itu (SP), a mesma em que o caso de Ana contra Alexandre tramita desde o início.

A juíza Andrea Ribeiro Borges analisou um pedido da defesa do empresário, representada pelo advogado Enio Martins Murad, e esclareceu que a medida protetiva relativa à Ana “refere-se exclusivamente à proximidade física do averiguado em relação à vítima e seus familiares, não podendo ser interpretada extensivamente”.

Depois, a magistrada ressaltou que a medida “não obsta o direito de visita e acesso do averiguado (Alexandre) ao menor”.

Desde que rompeu com Ana, acusado por ela de agredi-la após uma discussão no último dia 11, Alexandre vinha dizendo publicamente que gostaria de rever o filho, apesar da medida protetiva. Esta semana, ele declarou que Ana o havia colocado em contato com a criança por meio de videochamada.

Agora, de acordo com o advogado Murad, o pai aguarda estar na presença do filho ainda este fim de semana, mas aguarda um retorno de Ana Hickmann e da defesa dela.

COMPARTILHE

Bombando em Brasil

1

Brasil

Justiça vai pedir extradição do casal Braiscompany para o Brasil e trâmite pode demorar até três meses

2

Brasil

Advogados do casal Braiscompany aparecem e se dizem confiantes com a Justiça

3

Brasil

Foragido, dono da Braiscompany vivia na Argentina com identidade falsa e usava nome de João Felipe Costa

4

Brasil

Ex-lutador Popó comemora prisão de Antônio Neto e Fabrícia Ais na Argentina: “melhor presente de 2024”

5

Brasil

Vítimas da Braiscompany fazem carreata hoje para comemorar prisão de Antônio Neto e Fabrícia Ais