Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

Caso Lázaro

Lázaro foi encontrado em área rural e trocou tiros com a polícia, diz Caiado

Homem, acusado de cometer assassinatos na região do DF, morreu durante troca de tiros; cerca de 270 policiais buscavam por Lázaro Barbosa há 20 dias.

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM) (Foto: Reprodução)

Por

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), revelou em entrevista à CNN nesta segunda-feira (28) que Lázaro Barbosa, acusado de cometer assassinatos e crimes na região, foi encontrado pela força-tarefa, que estava em busca de seu paradeiro há 20 dias, em uma área rural da região de Águas Lindas de Goiás. 

"Ele foi encontrado em área rural, margeando um córrego. Foi o que o major Edson, que liderava as buscas, falou comigo", disse.

Segundo Caiado, Lázaro trocou tiros com a polícia e foi baleado. Ele estava nas proximidades de um córrego e morreu durante o deslocamento a um hospital da região. A captura de Lázaro mobilizou cerca de 270 policiais de Goiás e do Distrito Federal. 

"As informações que recebi são de que o trabalho da casa militar do governo já acontecia há várias noites, eles estavam sem dormir, e fizeram um cerco [na região de Águas Lindas de Goiás] e [Lázaro] recebeu os policiais atirando. No momento em que recebi essa informação da captura, ele estava sendo deslocado", disse o governador.

Segundo Caiado, as investigações mostrarão se, de fato, Lázaro Barbora agia sozinho ou contou com a ajuda de outras pessoas para fugir da polícia, ter acesso a telefones celulares e cometer outros crimes. 

As buscas por Lázaro se intensificaram, segundo informações, após a ida do suspeito à casa da ex-mulher, em Águas Lindas de Goiás. A ex-mulher prestou depoimento na delegacia nesta segunda-feira (28).

"Esse assassino não era um lobo solitário, tava conivência de outras pessoas para sobreviver todo esse tempo. Teve acesso a telefone celular, informações sobre a polícia, estava recebendo informações, além do conhecimento que já tinha área", disse.

Para Caiado, a atuação das forças de segurança se mostrou "eficiente". "Que esse fato não se repita. Depois da chacina, o desfecho é esse que vocês relatam", disse. 


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Lewandowski autoriza estados a vacinar adolescentes contra covid-19

Ministro chama senadora de 'descontrolada', gera tumulto e se torna investigado pela CPI

Tempo vira no Rio de Janeiro, e ventania suspende a circulação de trens e fecha a Ponte Rio-Niterói

Ministro da CGU afirma que não houve superfaturamento na compra da Covaxin porque não teve pagamento