África

Lula viaja nesta semana para Egito e Etiópia, dois novos integrantes do Brics

Viagem é a primeira de Lula para fora do país no ano, em um gesto para mostrar interesse do Brasil na relação com economias emergentes. Na Etiópia, Lula vai participar da Cúpula da União Africana.

Lula chega ao Cairo, capital do Egito, na terça-feira (14).

Lula chega ao Cairo, capital do Egito, na terça-feira (14).

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem viagem nesta semana para o Egito e a Etiópia, dois novos integrantes do Brics, grupo que reúne algumas das principais economias emergentes do mundo.

O giro de Lula pela África é parte da estratégia do presidente de diversificar os parceiros do Brasil nas relações exteriores. Lula também busca fortalecer alianças com países em desenvolvimento, investindo na chamada diplomacia sul-sul (em referência ao sul global).

Neste ano, o presidente ainda não fez viagem internacional. Começar pela África demonstra a importância que ele quer dar ao continente.

No Egito, os destaques da agenda de Lula serão reuniões bilaterais com o presidente do país, Abdul Fatah Khalil Al- Sisi,. Também está prevista uma visita do presidente à Liga dos Estados Árabes

Na Etiópia, Lula vai participar, como convidado, da 37ª Cúpula de Chefes de Estado e Governo da União Africana, entidade que reúne as 55 nações da África.

Lula chega ao Cairo, capital do Egito, na terça-feira (14). As reuniões com o presidente Abdul Fatah Khalil Al- Sisi estão marcadas para o dia seguinte, quarta (15).

De acordo com o Palácio do Itamaraty, o Brasil estreitou laços com o Egito durante as negociações para retirar brasileiros da região do conflito da Faixa de Gaza. A saída passava necessariamente pelo território egípcio. O governo quer aproveitar o canal diplomático aberto para intensificar o diálogo com o país africano.

“O Egito é um ator importante na região. Esse diálogo se deu nos mais diversos níveis para conseguir a repatriação dos brasileiros. Essa circunstância tornou a relação ainda mais importante”, afirmou o embaixador Carlos Duarte, secretário de África e Oriente Médio do Ministério das Relações Exteriores, durante apresentação para jornalistas sobre a viagem de Lula.

A guerra entre Israel e o Hama será um dos tópicos de conversa do presidente Lula com Al-Sisi. Mas o Brasil também quer falar de relações comerciais. O Egito é visto como parceiro estratégico na África.

“É um comércio forte e diversificado, especialmente nos produtos agrícolas”, afirmou o embaixador.

O governo brasileiro espera que o Egito aprove nos próximos meses novos abatedouros e frigoríficos no Brasil para exportação de carne bovina. Em 2023, o país africano diversificou as compras do Brasil e passou a importar peixes e derivados, carne de aves, algodão, gelatina e colágeno.

Os governos de Brasil e Egito também deverão conversar sobre a criação de uma linha aérea ligando São Paulo e o Cairo.

Cúpula 

No dia 16 de fevereiro, Lula chega à capital da Etiópia, Adis Abeba. A participação na Cúpula da União Africana está marcada para os dias 17 e 18.

Na visão do Itamaraty, o convite feito a Lula demonstra o reconhecimento do continente africano aos esforços do Brasil para construir pontes com a região. O Brasil apoiou tanto a entrada do Egito quanto a da Etiópia no Brics.

A relação com a Etiópia ainda não é tão desenvolvida, mas o governo brasileiro vê potencial para crescimento.

“É também um País com o qual o Brasil pode desenvolver um comércio mais forte. É um País que tem tido um crescimento econômico forte e significativo e é um mercado importante. O Brasil pode se beneficiar tendo uma presença maior na Etiópia”, explicou o embaixador Carlos Duarte.

COMPARTILHE

Bombando em Brasil

1

Brasil

Jatinho com Xand Avião e Zé Vaqueiro sofre pane nos dois motores durante voo

2

Brasil

Justiça vai pedir extradição do casal Braiscompany para o Brasil e trâmite pode demorar até três meses

3

Brasil

Advogados do casal Braiscompany aparecem e se dizem confiantes com a Justiça

4

Brasil

Foragido, dono da Braiscompany vivia na Argentina com identidade falsa e usava nome de João Felipe Costa

5

Brasil

Ex-lutador Popó comemora prisão de Antônio Neto e Fabrícia Ais na Argentina: “melhor presente de 2024”