Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

Brasil

Mala com 40 bananas de dinamite é abandonada em calçada no interior de SP

Nenhum suspeito de ter abandonado os explosivos havia sido identificado até a publicação desta reportagem.

Este tipo de material é usado pelo crime, segundo a polícia, para explodir caixas eletrônicos e cofres de agências bancárias, além de carros de transporte de valores. (Foto: Divulgação/PM)

Por

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A polícia apreendeu neste domingo (26), em Sumaré (118 km de SP), 40 bananas de dinamite que estavam dentro de uma mala em uma calçada. Nenhum suspeito de ter abandonado os explosivos havia sido identificado até a publicação desta reportagem. 

Segundo a Polícia Militar, uma pessoa que não se identificou ligou para o telefone 190 afirmando que havia encontrado uma mala de viagem cheia de explosivos na rua Fernando Luís Neto, no bairro Parque Industrial Bandeirantes.

Quando policiais chegaram ao endereço indicado, a testemunha não estava mais no local. Mas a mala continuava ali e com as dinamites dentro. 

O gate (Grupo de Ações Táticas Especiais) foi acionado para detonar os explosivos. A ação contou com apoio do Corpo de Bombeiros, da Polícia Científica e do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). 

Este tipo de material é usado pelo crime, segundo a polícia, para explodir caixas eletrônicos e cofres de agências bancárias, além de carros de transporte de valores. 

O caso foi registrado como localização de objeto pela Polícia Civil. 

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Caixa não tem como filtrar classe de quem pede auxílio, diz Guimarães

'Não somos leprosos', reage ministro da Itália a restrições de vizinhos europeus

Mourão vê 'baderneiros' em atos e critica comparação com nazismo e ditadura

CNI identifica 17 novas barreiras comerciais a produtos brasileiros