Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

Grupos

Ministério da Saúde coloca presos na frente de policiais na prioridade de vacinação contra Covid-19 e revolta segurança pública

Os detentos aparecem na 17ª posição, na frente dos agentes que trabalham no sistema carcerário, que estão na 18ª, e pelos integrantes das forças de segurança e salvamento, na 21ª.

Presos prioridades na vacinação contra Covid-19 na frente dos agentes policiais. (Foto: Reprodução)

Por

O Ministério da Saúde colocou os presos para se vacinar antes dos policiais e isso revoltou os secretários de segurança do País que acionaram o Ministério da Justiça sobre esse documento feito pela pasta de Eduardo Pazuello quanto a questão dos grupos prioritários de vacinação. A informação foi dada pelo Painel da Folha de São Paulo desta quinta-feira (04). 

De acordo com a matéria que o ClickPB teve acesso, os detentos aparecem na 17ª posição, na frente dos agentes que trabalham no sistema carcerário, que fica na 18ª posição, e pelos integrantes das forças de segurança e salvamento, ou seja, na 21ª. A discussão é liderada pelo presidente do Conselho de secretários Estaduais, Cristiano Sampaio, que é do Estado do Tocantins (TO). 

O secretário de Segurança de Goiás, Rodney Miranda, informou ao Painel da Folha de São Paulo, que no estado são mais de 20 mil servidores da força e mais de 32 morreram vítimas de Covid-19. Disse ainda que são 23 mil presos e apenas 5 mortes. Para ele, a prioridade não se justifica. 

A matéria ainda trouxe que esse documento, como um esboço de um plano nacional de imunização, do Ministério da Saúde foi divulgado em janeiro, mas ainda não esclarecedor. Por conta disso, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que fosse colocado os números de cada grupo para deixar claro como era a lista e sua ordem de grupos prioritários. 

Confira a tabela do Plano Nacional de Imunização:


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

STF mantém julgamento sobre Lula em plenário e deixa decisão para esta quinta-feira

MPF processa ex-ministro Pazuello e secretário de Saúde do AM por responsabilidade na crise de oxigênio no estado

Justiça do Rio mantém Dr Jairinho, que está preso, na cadeira de vereador

STF confirma decisão de Barroso que mandou Senado instalar CPI da Covid