Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

Brasil

Mourão afirma que Economia precisa 'abrir as pernas' para contratação de temporários

Mourão afirmou ainda que o chamamento deste ano ocorreu de forma mais antecipada.

O Brasil enfrenta uma crise de imagem internacional diante do avanço de desmatamento na Amazônia e de ondas de queimadas no Pantanal. (Foto: Reprodução)

Por

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) — O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) afirmou nesta terça-feira (4) que o ministério da Economia deveria "abrir as pernas" para aceitar a contratação de mais trabalhadores temporários pelas agências de fiscalização que fazem o combate a incêndios e a outros ilícitos ambientais.

A fala de Mourão ocorreu durante um comentário do vice sobre portaria publicada nesta terça que autorizou a contratação de 1.659 profissionais pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), pelo prazo de seis meses.

Os temporários deverão ser empregados no combate a incêndios.

"Isso aí a [pasta da] Economia tem que abrir as pernas um pouco nisso aí, porque a Economia ela tranca isso aí. Essa é a situação que a gente está vivendo, tudo isso é uma negociação", declarou Mourão, ao deixar o gabinete da vice-presidência.

De acordo com o vice, as vagas temporárias abertas serão empregadas no âmbito do Prevfogo (Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais).

"É o pessoal do Prevfogo, é a turma que vai combater incêndio, os brigadistas. Tem vários cargos ali, tem gerente, supervisor, a grande maioria é a turma que vai para o campo mesmo ali para o combate".

O chamamento de brigadistas temporários ocorre como preparativo para o período mais intenso das queimadas. No ano passado, foram abertas 1.481 vagas do tipo, de acordo com o Ibama.

Mourão afirmou ainda que o chamamento deste ano ocorreu de forma mais antecipada.

"Está saindo mais cedo. Ano passado acho que ela só saiu em agosto, se não me engano. Agora já está saindo, vamos esperar que tenha gente para vir no edital. Como tem muita gente desempregada, deve aparecer bastante gente", afirmou.

O Brasil enfrenta uma crise de imagem internacional diante do avanço de desmatamento na Amazônia e de ondas de queimadas no Pantanal.

Além de vice-presidente, Mourão chefia o Conselho da Amazônia, que coordena ações de combate a ilícitos ambientais no bioma.

O vice avalia que travas para contratações temporárias dificultam a reestruturação de agendas ambientais, que enfrentam uma situação de cortes orçamentários, falta de concursos e de pessoal.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Bebê de um ano deixado sozinho em linha férrea é resgatado em Sorocaba

Mega-Sena deste sábado deve pagar prêmio de R$ 7 milhões

PSDB retoma votação das prévias para escolher presidenciável do partido neste sábado

Bolsonaro revela para quem vai torcer na final da Libertadores: ‘Somos todos Flamengo’