Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

Veja vídeo

MPF analisa alegação de dominação do planeta por alienígenas reptilianos que criaram cópia do presidente Bolsonaro

Ele informou que obteve as informações através de telepatia. Ele também alegou que a Covid-19 foi fruto de cooperação entre os chineses e os alienígenas.

Por

O Conselho Institucional do Ministério Público Federal (MPF) analisou, em sessão nesta quarta-feira (15), uma notícia de fato de um homem que exigia reunião presencial para informar a respeito de uma suposta dominação mundial exercida por alienígenas reptilianos. O homem alegava que os extraterrestres estariam criando cópias de pessoas, inclusive do presidente Jair Bolsonaro.

Confira o documento na íntegra aqui.

Na sustentação, o homem explicou que os alienígenas criam cópias de pessoas e que, desde 2020, foram criadas cópias em todo o mundo. Ele disse que o presidente Jair Bolsonaro é o chefe de estado que tem mais cópias e demonstrou fotos do abdômen do presidente como provas, sendo uma com cicatriz e outra sem cicatrizes, cada uma correspondendo a uma cópia diferente.

Ele informou que obteve as informações através de telepatia. Ele também alegou que a Covid-19 foi fruto de cooperação entre os chineses e os alienígenas, e os efeitos mortais seriam desencadeados eletronicamente. 

"Aqueles que cooperassem seriam agraciados com a vida eterna", diz.

O procurador, em primeiro grau, arquivou o pedido sustentando que as alegações não guardam relação com a realidade e carecem de verossimilhança. Afastou, ainda, qualquer possibilidade de atuação do MPF, que "não possuem superpoderes aptos a impedir dominação alienígena".

Na sustentação oral, o homem chegou a dizer que o procurador que arquivou a notícia de fato foi preso em flagrante por tentar assassiná-lo, pois teria recebido uma oferta de um "cópia" para ignorar todos os pedidos.

O presidente da comissão, Francisco Rodrigues, precisou ressaltar que essa fala não teria absolutamente nenhuma verdade e que os procuradores que nunca foram detidos por essas razões.

A notícia de fato foi negada à unanimidade. Os autos foram encaminhados ao primeiro grau para análise de possíveis crimes devido às acusações aos procuradores.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

'Tudo é homofobia, tudo é feminismo', ironiza Bolsonaro sobre punição a Maurício Souza

Polícia Federal faz buscas para apurar fraudes na superintendência do Ministério da Saúde no Rio de Janeiro

Bolsonaro critica TSE e diz que ação sobre cassação de chapa deveria ser arquivada sem julgamento

CPI Covid: PGR pretende fatiar relatório para ações em curso no Ministério Público Federal