Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

Brasil

'Não sei por que correr', diz Bolsonaro sobre adquirir vacina da covid-19

"Entendo que isso não é questão de Justiça, e sim de saúde acima de tudo", disse ele, em conversa matinal com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada.

"Nós queremos é buscar uma solução para o caso. Todo mundo diz que a vacina que menos demorou até hoje foram quatro anos. Eu não sei porque correr em cima dessa", afirmou. (Foto: Reprodução)

Por

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira (26) que não pode "um juiz decidir se você vai ou não" receber o imunizante da covid-19.

"Entendo que isso não é questão de Justiça, e sim de saúde acima de tudo", disse ele, em conversa matinal com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada, conforme apurou o ClickPB.

Bolsonaro afirmou que, de acordo com informações que chegaram até ele, a vacina mais rápida até hoje levou quatro anos entre o desenvolvimento das pesquisas e o processo de aprovação. 

"Nós queremos é buscar uma solução para o caso. Todo mundo diz que a vacina que menos demorou até hoje foram quatro anos. Eu não sei porque correr em cima dessa", afirmou.

"Eu dou minha opinião pessoal. Não é mais barato, nem fácil, investir na cura do que até na vacina ou jogar nas duas. Mas também não esquecer a cura. A cura aí... Eu, por exemplo, sou um testemunho. Eu tomei a hidroxicloroquina, outros tomaram a invermectina, outros tomaram Annita... E deu certo. E, pelo que tudo indica, todo mundo que tratou precocemente com uma dessas três alternativas aí foi curado", disse o presidente.

A comunidade científica ressalta que não há qualquer tipo de comprovação quanto à eficácia dos medicamentos.

Bolsonaro também comentou o desenvolvimento da vacina AstraZeneca, desenvolvida na Inglaterra, pela Universidade de Oxford: "Um jornal lá de fora publicou uma notícia bastante promissora para a vacina de Oxford. São várias empresas e universidades que estão aí buscando a vacina para o covid. O que a gente tem que fazer aqui é não querer correr, não querer atropelar. Não querer comprar dessa ou daquela sem nenhuma comprovação ainda. E a gente aguarda logicamente para falar melhor desse assunto. A publicação disso em uma revista científica", disse Bolsonaro.

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, afirmou na última sexta-feira (23) que a judicialização sobre o tema será "importante".

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal ClickPB não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.

Destaque

ir para editoria →

Brasil tem 172,6 mil mortes por Covid; média móvel de casos segue acima de 34 mil por dia

Xororó faz carrinhos de madeira e acaba com 'briga' entre filhos de Sandy e Junior

Ministro da Infraestrutura anuncia que está com a covid-19

Irmão de prefeito candidato à reeleição é preso com R$ 1 milhão escondido na cueca no Ceará