Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

Brasil

'Ninguém vai querer dar um golpe em cima de mim', diz Bolsonaro sobre STF

— Ninguém vai fazer nada ao arrepio da Constituição. Fiquem tranquilos. Ninguém vai querer dar um golpe em cima de mim, não — disse Bolsonaro

Nos últimos dias, Bolsonaro criticou a decisão do ministro Alexandre de Moraes, do STF, de impedir a nomeação de Alexandre Ramagem na Polícia Federal (PF) (Foto: Reprodução)

Por

BRASÍLIA — O presidente Jair Bolsonaro afirmou neste sábado que "ninguém vai querer dar um golpe" contra ele, após apoiadores criticarem o Supremo Tribunal Federal (STF).

— Ninguém vai fazer nada ao arrepio da Constituição. Fiquem tranquilos. Ninguém vai querer dar um golpe em cima de mim, não — disse Bolsonaro, na saída do Palácio da Alvorada.

LEIA MAIS: Bolsonaro ataca Moro e chama ex-ministro de "Judas"

Nos últimos dias, Bolsonaro criticou a decisão do ministro Alexandre de Moraes, do STF, de impedir a nomeação de Alexandre Ramagem na Polícia Federal (PF) e disse que o Brasil quase viveu uma "crise institucional" por causa disso.

LEIA MAIS: Em depoimento de mais de 8 horas, Moro apresenta novas provas contra Bolsonaro

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal ClickPB não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.

Destaque

ir para editoria →

Brasil chega a 6,2 milhões de casos de Covid-19 em mais um dia com alto número de infecções

Máscara é último tabu a cair, diz Bolsonaro sobre prevenção contra a Covid-19

Tromba d'água chama a atenção no Rio Amazonas, na orla de Macapá

Ex-governador do Rio de Janeiro é condenado a mais 19 anos por receber R$ 144 milhões em propina da Fetranspor; penas chegam a 321 anos de prisão