Senado Federal

Polícia Federal pede a Moraes depoimento de Marcos do Val em inquérito que apura atos golpistas

Senador do Podemos afirmou que recebeu proposta do bolsonarista Daniel Silveira cujo objetivo era criar ambiente para uma tentativa de golpe de Estado.

Polícia Federal pede a Moraes depoimento de Marcos do Val em inquérito que apura atos golpistas

Marcos do Val olhando para o celular no plenário do Senado. — Foto:Geraldo Magela/Agência Senado

A Polícia Federal pediu nesta quinta-feira (2) ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorização para tomar depoimento do senador Marcos do Val (Podemos-ES) em investigação que apura atos golpistas.

O pedido foi feito após o senador afirmar que recebeu um pedido do ex-deputado Daniel Silveira para gravar conversa com o ministro Alexandre de Moraes.

O objetivo da proposta, segundo o senador, era criar ambiente para uma tentativa de golpe de Estado e impedir a posse do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

De acordo com Marcos do Val, o ex-presidente Jair Bolsonaro teria participado da reunião em que o pedido foi feito por Daniel Silveira e concordado com a ideia.

Ao g1, do Val deu detalhes do encontro: “Eles me disseram: ‘Nós colocaríamos uma escuta em você e teria uma equipe para dar suporte, E você vai ter uma audiência com Alexandre de Moraes, e você conduz a conversa pra dizer que ele está ultrapassando as linhas da Constituição. E a gente impede o Lula de assumir, e Alexandre será preso'”.

Para a Polícia Federal, o depoimento é necessário porque o senador divulgou nas redes sociais que possui “informações relevantes” para a investigação de ações golpistas.

COMPARTILHE

Bombando em Brasil

1

Brasil

Correios suspendem doações de roupas ao Rio Grande do Sul e priorizam outros itens; saiba o que doar

2

Brasil

Com vetos, Lula sanciona volta da cobrança do DPVAT

3

Brasil

Tony Ramos é internado no Rio e passa por cirurgia no cérebro

4

Brasil

Lote de restituição do Imposto de Renda para o Rio Grande do Sul supera R$ 1,1 bi

5

Brasil

Júri popular condena homem a 22 anos de prisão pelo assassinato da ex-esposa a facadas em Parnamirim