Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

Veja vídeo

Vídeo mostra momento em que candidato a vereador é assassinado em Patrocínio

Jorge Marra, irmão do prefeito da cidade, é o principal suspeito do crime. Ele continua foragido da polícia

O homem filmado seria o secretário de Obras de Patrocínio, Jorge Marra, irmão do atual prefeito, Deiró Marra (PSD). O suspeito está foragido da polícia desde o crime. (Foto: Reprodução)

Por

Um vídeo de uma câmera de segurança mostra o momento exato que o candidato a vereador de Patrocínio, no Alto Paranaíba, Cássio Remis, é assassinado a tiros na Secretaria de Obras da cidade. O crime aconteceu na tarde desta quinta-feira (24), por volta das 15h30.

Veja o vídeo aqui.

Nas imagens, é possível ver um homem de chapéu chegando em uma Ford Ranger branca. Ele parece discutir com o advogado Cássio Remis. No decorrer do conflito, esse homem pega uma arma e se dirige em direção ao candidato, que tenta correr, mas é atingido pelos disparos.

LEIA MAIS: Candidato a vereador é morto a tiros durante live; irmão do prefeito é o principal suspeito

O homem filmado seria o secretário de Obras de Patrocínio, Jorge Marra, irmão do atual prefeito, Deiró Marra (PSD). O suspeito está foragido da polícia desde o crime.

Segundo a Polícia Militar, Jorge Marra fugiu do local por meio de outra caminhonete, uma Toyota Hilux prata. Em entrevista coletiva na noite desta quinta, o prefeito disse que não sabia que seu irmão andava armado.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal ClickPB não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.

Destaque

ir para editoria →

Eleições: candidatos agora só podem ser presos em flagrante

Feriado do dia 2 aumenta em 40% movimentação nos aeroportos do Brasil

Bolsa cai mais de 7% e tem pior semana desde março

Secom lança campanha que fala em interesses 'nem sempre claros sobre preservação da Amazônia'