Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Cinema

Editoria sobre Cinema ir para editoria →

Cinema nacional

Morre cineasta e ator Julio Calasso, de 'Longo Caminho da Morte', aos 80 anos

A informação foi confirmada pela família, mas a causa da morte não foi divulgada.

Julio Calasso. (Foto: Reprodução / Julio Calasso / Facebook)

Por

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — O cineasta, ator e produtor musical Julio Calasso morreu nesta sexta (11), aos 80 anos. A informação foi confirmada pela família, mas a causa da morte não foi divulgada.

Calasso dirigiu o longa "Longo Caminho da Morte" (1972), estrelando Othon Bastos e Dionísio Azevedo, além do documentário "Plínio Marcos nas Quebradas do Mundaréu" (2015), com a participação de Neville d'Almeida e Tônia Carrero.

Julio Calasso nasceu em São Paulo, em 1941. Sua estreia no cinema foi como ator e assistente de produção do filme "O Bandido da Luz Vermelha" (1968), clássico do cinema marginal dirigido por Rogério Sganzerla. Trabalhou também em longas como "O Vampiro da Cinemateca" (1977), de Jairo Ferreira, e "Filme Demência" (1986), assinado por Carlos Reinchenbach. Sua última participação no cinema foi em 2017, no filme "Fala Sério, Mãe!".

Enquanto produtor musical, produziu discos de nomes como Moraes Moreira, Itamar Assumpção, Joelho de Porco, Novos Baianos, entre outros.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Dublador Mário Monjardim, a voz do Salsicha e do Pernalonga, morre aos 86 anos

O Brasil está sem seus álbuns de família, diz Kleber Mendonça Filho sobre incêndio na Cinemateca

Cuba Gooding Jr. é condenado por estupro após não responder a acusações

Scarlett Johansson processa Disney por lançar 'Viúva Negra' no streaming