Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Cinema

Editoria sobre Cinema ir para editoria →

Em João Pessoa

Projeto exibe filmes para pessoas com deficiência auditiva e visual no Cine Banguê

Projeto começa na próxima terça-feira com a exibição do filme paraibano 'Ambiente Familiar'

A sala de exibição do Cine Banguê conta com 120 lugares e quatro deles reservados para cadeirantes. (Foto: Reprodução)

Por

O Cine Banguê vai iniciar na próxima terça-feira (26) o projeto Cine Banguê Acessível, com o objetivo de proporcionar a experiência da sétima arte para pessoas que tenham deficiência visual e auditiva.

O projeto terá início com a exibição do filme paraibano Ambiente Familiar, do cineasta Torquato Joel. O projeto é lei e se tornará fixo na programação mensal do cinema localizado em Tambauzinho, em João Pessoa.

A exibição do longa será realizado às 14h e contará com adaptações especiais para incluir os portadores de deficiência na experiência cinematográfica. A sessão é gratuita e terá uma data mensal fixa. 

A sala de exibição do Cine Banguê conta com 120 lugares e quatro deles reservados para cadeirantes.

O projeto é resultado de uma lei de autoria da deputada estadual Cida Ramos que o avalia como um marco para a história da Paraíba. 

“É uma lei que vai incluir as pessoas com deficiência na cultura. Vai possibilitar que eles vivam a cidade e isso é de extrema importância para essas pessoas, para o nosso estado e para a população”, disse a parlamentar.

A Agência Nacional de Cinema (Ancine) já apresentou um estudo sobre a aplicação da instrução normativa 128 de 2016 que exige a disponibilização de recursos de legendagem, legendagem descritiva, audiodescrição e Libras em todo o parque exibidor. 

Obrigando que as salas de exibição possuam equipamentos que promovam os recursos de acessibilidade. Estima-se que até janeiro de 2020, 100% das salas devem ser acessíveis.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Ennio Morricone escreveu o próprio obituário para se despedir de quem amava

Ennio Morricone, maestro e compositor italiano, morre aos 91 anos

Michael Keaton está em negociações para voltar ao papel de Batman em novo filme do Flash

Joel Schumacher, diretor de 'Batman & Robin' e 'Os garotos perdidos', morre aos 80 anos