Alfredo Soares

Quanto a Fifa faturou com a Copa do Mundo

A Fifa tem três fontes principais de receita para atingir seus objetivos: patrocinadores, venda de camarotes e direitos de transmissão.

Quanto a Fifa faturou com a Copa do Mundo

E o que isso te ensina para aplicar no seu negócio! No ciclo de quatro anos entre a Copa do Mundo de 2018 e a de 2022, a Fifa faturou US$ 7,5 bilhões (cerca de R$ 40,5 bilhões), e teve gasto de US$ 6,5 bilhões, lucrando com isso US$ 1 bi. Na competição deste ano, todas as cotas de patrocínio foram vendidas, o que levou a uma arrecadação maior, bem como direitos de transmissão e venda maior de camarotes. A maior parte da receita veio de empresas chinesas, que investiram mais de US$ 2 bilhões em patrocínio. Em seguida, vem as do próprio Catar e, depois, as dos EUA, ambos os países com mais de US$ 1 bilhão investidos. Por aqui no Brasil, temos o Nubank como apoiador oficial sul-americano.

No geral, um dos principais gastos é o dinheiro destinado pela Fifa aos times que cedem jogadores para a Copa. Isso significa que a empresa pagou um total de R$ 1,1 bilhão aos clubes que cederam os jogadores para o evento, além de investir em premiações para os vencedores. O campeão, nesse caso a Argentina, recebeu um prêmio de US$ 42 milhões, equivalente a quase R$ 223 milhões. O vice fica com US$ 30 milhões enquanto o terceiro e quarto colocado levam US$ 27 milhões e US$ 17 milhões respectivamente. A partir disso podemos tirar três lições sobre negócios:

DIVERSIFIQUE SUA RECEITA      

A Fifa tem três fontes principais de receita para atingir seus objetivos: patrocinadores, venda de camarotes e direitos de transmissão. Isso permite um crescimento acelerado dos lucros e menos dependência de alguma delas, reduzindo riscos.

CONTROLE SEUS CUSTOS     

O lucro da Fifa foi de US$ 1 bilhão (cerca de R$ 5,3 bi). Se tivesse gastado mais, obviamente, teria um lucro menor, e redução na sua capacidade financeira para lidar com imprevistos, operações internas e próximos eventos.

RECONHEÇA E PREMIE OS MELHORES   

A Copa do Mundo é a competição mais conhecida e esperada mundialmente, sendo mais famosa do que as Olimpíadas, e capaz de chamar a atenção do mundo todo. Um grande incentivo para que isso siga acontecendo é a premiação para os que mais avançam no torneio. Destinar US$ 42 milhões para a seleção campeã é uma grande forma de instigar todos a continuar movimentando muito o comércio a cada quatro anos. Além disso, por conta do seu alcance global, a competição é uma grande vitrine de oportunidades para que jogadores sejam reconhecidos por outros clubes por seus talentos e possam ser comprados e valorizados.

Na próxima Copa, o formato será diferente de todos os anos anteriores, com 48 times ao invés de 32 e acontecerá em três países (Estados Unidos, Canadá e México), ao contrário de apenas um, como vem sendo realizado tradicionalmente há 92 anos. Essa decisão provavelmente vai aumentar ainda mais o faturamento da Fifa, que se tornou um dos maiores cases de sucesso em seu nicho.

COMPARTILHE

Bombando em Alfredo Soares

1

Alfredo Soares

NRF 2024: Impulsionando o Futuro do Varejo

2

Alfredo Soares

Como gerenciar um time de marketing e growth

3

Alfredo Soares

O novo papel do RH para o futuro dos negócios

4

Alfredo Soares

Doce Estratégia: 4 Lições da Nestlé para crescimento dos negócios

5

Alfredo Soares

Quais os benefícios de um Programa de Indicação?